segunda-feira, 18 de abril de 2011

Assalto em PEDRA LAVRADA em Plena Luz do Dia

O fato ocorreu nas imediações do hospital municipal. O Sr. Bastinho é conhecido na cidade por fazer serviços bancários. Após recolher o dinheiro dos comerciantes, ele foi abordado pelos bandidos com uma arma em punho. Levando assim, sua bolsa que continha valores em dinheiro, cheques e cartões magnéticos. O valor levado não foi informado.

Não é a primeira vez que Bastinho é vítima de assaltantes. O fato inusitado de hoje foi que a ação foi realizada dentro da cidade e em plena luz do dia. Enquanto, as outras duas vezes, tinham sido na Rodovia PB-177.

A cidade de Pedra Lavrada está ficando novamente uma terra sem lei. No Programa "A Sua Verdade" da Rádio Boa Esperança, o tema é recorrente. Desde sons de carros ligados fora de hora em praça pública, até motos sem canos de escape fazendo um barulho ensurdecedor nas madrugadas.

A cidade dispunha até pouco tempo atrás de uma viatura e vários policiais. Hoje, porém, a situação está voltando a ser o que era antes da “Operação Sacoleiros” da polícia Civil de Picuí no final de 2010. Quando uma quadrilha que vinha aterrorizando a cidade foi presa.

O que se fala hoje, é que a ação foi bem coordenada. Pois os bandidos esperaram o Sr. Bastinho recolher todo o dinheiro para fazerem o assalto. Fazendo supor, que o crime pode ter sido realizado por pessoas da cidade ou, com um possível informante local.

Os cidadãos, que vinham experimentando um clima de paz e tranqüilidade, já começam a ter medo novamente.

Estamos voltando a ser uma terra sem lei!

Clickpicui com Voz de Pedra.

2 comentários:

  1. Os presos da "operação sacoleiros" serão soltos pela justiça. Pelo Juiz continuaria preso mas existe brechas na lei que permite os advogados soltarem.
    VÃO SOLTAR TODOS OS SEIS DE UM VEZ!!!

    Têm até um deles que já ameaçou de matar um policial quando sair.

    ResponderExcluir
  2. Então eles eram reu primario e por isso sairão? Mas se forem pegos novamente fazendo furtos e delitos, acho que irão ir até para o presidio em Campina Grande.

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.