7ª DRPC-Picuí na Operação República- Episódio Espírito da Lei

0


Policiais Civis, Militares e Florestais de diversas regiões do Estado da Paraíba realizaram desde as primeiras horas desta quinta-feira (12), a ‘Operação República Mandacaru Episódio Espírito da Lei’.

Participaram da Operação também os policiais da 7ª DRPC, sob o comando do delegado Regional João Joaldo, os delegados José Edson(Picuí), Braz Morroni(Cuité), Lamartine Lacerda(Remígio), os Comissários de Polícia- Franklin BasilioGilvan FernandesRafael LimaLuiz Xavier,Beto Barbosa e os recém formados Escrivães JacksonCarla e Jocélia.


O cerco policial acontece em vários bairros de João Pessoa, entre eles,MandacaruPadre ZéRóger eQuadrameres. Outras comunidades e cidades da Paraíba estão com as entradas e saídas cercadas.
São aproximadamente mais mil policiais e algumas centenas de viaturas entre motos, carros e ônibus que além de ficarem de início dentro do Espaço Cultural fecharam todas as ruas ao redor do local que saíram no início da madrugada, do Espaço Cultural, na Capital, para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão.
O objetivo é combater a criminalidade nas áreas de alta periculosidade, que foram detectadas pelo Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública da Paraíba.


Em Mandacaru, várias ruas estão cercadas por homens da cavalaria, pelotão de choque, GATEGOEGTEROTAM, um helicóptero sobrevoando a comunidades do Porto de João Tota,Alto do CéuJardim Mangabeira e Beira da Linha e uma lancha da Polícia Militar na área de Mangue.
A equipe de Picuí juntamente com a equipe do Dr. Cristiano Jacques  com o GTE(Grupo Tático Especial)ficaram responsáveis pelo Porto de João Tota conhecida pela sua alta periculosidade devido as rixas entre as gangues auto denominadas de “Estados Unidos” e “Al-qaeda”  que comandam toda a região.
Durante o cumprimento dos mandados de Busca e Apreensão que abrangia todas as casas que localizassem naquela comunidade poderia ser revistada por ordem judicial. Em nenhum momento a população se opôs a revista em suas residências feita pela polícia, achando até bom, mas ninguém quis dá informação sobre os meliantes que comandavam aquela comunidade, quando indagado todos diziam que a comunidade era tranquila.
Menores foram apreendidos, drogas, armas e balança de precisão estão em poder dos policiais.
Na comunidade conhecida como “Gadaen”, no bairro Padre Zé, seis pessoas, drogas e armas foram apreendidas.

0 comentários:

Envie a sua denuncia!