terça-feira, 19 de julho de 2011

Adolescente foi apreendido com arsenal em patos e pai negou ter conhecimento das armas

Um menor infrator, 14 anos, completa 15 nesta quarta, foi apreendido pela Polícia Militar nesta segunda-feira (18) nas proximidades da “Rua do Meio” e ao ser revistado pelos policiais foi descoberto que ele portava uma Pistola na cintura. A ocorrência foi registrada por volta das 21h.

A equipe comandada pelo aspirante Fernando e sargento José Gomes, em diligências pela localidade, conseguiu encontrar o menor que já tem um vasto registro na delegacia de Patos acusado de cometer vários delitos. Ao conduzi-lo para sua residência, com o consentimento da família, os policiais entraram na casa do menor e encontraram mais duas armas. Foram apreendidos um revólver calibre 38 com 05 (cinco) munições intactas e uma espingarda de fabricação artesanal (bate bucha) com vasto material para carregamento como espoletas e pólvora.

O pai do garoto, o sapateiro conhecido por Everaldo Viana da Silva, “o ala ursa”, de 59 anos, disse que a única arma que tem conhecimento é a espingarda, porém admitiu que o filho já tem diversas passagens pela polícia acusado de praticar crimes na cidade.

Para a polícia, ala ursa tinha conhecimento do armamento e responderá por posse ilegal de arma, com agravante de que a Pistola e o revólver estavam com numerações raspadas. Vale salientar que a Pistola FM é de fabricação Argentina e é semi-automática. As armas foram levadas ao conhecimento da autoridade plantonista na DP e o acusado conduzido ao Xadrez. Ele ficará preso e será ouvido nesta terça-feira (19). Caso não consiga fiança, será conduzido ao Presídio Regional. Dependendo da decisão da justiça, o menor possivelmente será encaminhado a Sousa.
 
Fonte: Portal Patos
via qthdanoticia.blogspot.com

Um comentário:

  1. Como uma coisa dessa pode acontecer? Com certeza esse pai sabia do que o filho fazia.
    No nosso país as leis são uma verdadeira palhaçada, menores infratores (criminosos comuns)não podem ter o rosto mostrado nem o nome divulgado, porem sabem muito bem usar uma pistola! No meu ponto de vista, menores de idade infratores devem ser tratado como bandido comum, tudo bem de impor medidas cautelares para ressorcializá-los, porem há crimes como homicídios e latrocíneos que esses infratores não sofrem nenhuma punição. Acredito que esses menores ao completaram 18 anos deveriam ser imediatamente transferidos para um presídeo comum, mas no nosso país da impunidade, eles são soltos, para cometerem mais e mais crimes.
    Os usuários de crack e outras drogas, por exemplo, cometem as maiores artrocidades para manterem seus vícios, como latrocíneos por exemplo, quando a polícia flagram com drogas não podem prender, pois na nossa lei criminal usuários não podem ser presos por portarem pequenos volumes de drogas. Isso é uma arma que está sendo usada pelos traficantes que dividem entre várias pessoas, pequenos volumes de drogas para que não seja configurado como crime de tráfico, caso sejam flagrados portando esses narcóticos.
    Por fim, acredito que o Estatuto da Criança e do Adolescente deve ser corrigido, pois incentiva os menores a cometerem mais e mais crimes, pois eles sabem que não serão punidos. Usuários de drogas devem ser tratados como traficantes, pois são eles, os usuários, quem financiam o tráfico, e chega dessa bobagem de dizer que é caso de saúde pública, pois é outra coisa que não funciona nesse país.

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.