domingo, 28 de agosto de 2011

Encontrado JOSÉ VITORINO DA COSTA FREITAS desaparecido por mais de 50 horas.

José Vitorino da Costa Freitas, com 25 anos de idade, natural de Nova Floresta/PB, filho de Antonio Domingos de Freitas e de Cicera da Costa Freitas, residindo no bairro Limeira- Picuí/PB, foi dado por DESAPARECIDO por familiares e amigos na noite desta sexta-feira,26/08/11, por volta das 18:00hs na delegacia de Picuí, segundo os dois amigos do mesmo que estavam trabalhando com ele numa localidade próximo ao sítio Açú, entre Picuí e Frei Martinho, nas propriedades de Paulo Henrique, cortando lenha desde Segunda-feira, 22/08/11, em dado momento na manhã de quinta-feira, 25/08/11, Vitorino começou a passar mal e os amigos queriam mandar ele voltar para cidade no carro dos estudantes mas Vitorino se recusou dizendo que ficaria melhor e deixou os materiais de trabalho num canto e adentrou no mato para  fazer suas necessidades fisiológicas, passado um tempo o mesmo não retornou então os dois amigos saíram procurando por ele mas não obtiveram exito tentaram ligar da propriedade para cidade para avisar a família dele mas não conseguiram manter contato, tendo que esperar até a sexta-feira quando o carro chegaria para pegá-los de volta para trazer para Picuí.



Chegando na cidade procuraram os familiares de Vitorino e informaram o ocorrido e depois se dirigiram a delegacia para relatar o fato do desaparecimento. Depois familiares chegaram informando também do desaparecimento e acusado os amigos de terem matado vitorino e dado fim ao corpo, pois na localidade havia um açude, devido já ser noite não tinha como fazer buscas na localidade por se tratar de mata fechada, no dia seguinte o delegado José Edson diligenciou com sua equipe e os dois amigos que mostraram aonde Vitorino tinha adentrado e sumido, após horas procurando por diversas localidades e questionado moradores da região, ninguém dava conta do paradeiro. No final da tarde a equipe recebe a notícia de que a guarnição de Polícia militar de Frei Martinho encontrou José Vitorino perambulando pela cidade com trapilhos de roupa e dando sinais de problemas mentais.
Ao saber da notícia os dois amigos ficaram muito aliviados, pois estavam sendo acusados pela família de Vitorino de coisas que eles nunca tinham feito, e eles sabiam que Vitorino iria aparecer, porque ele já tinha feito isso antigamente segundo a própria família.

Numa conversa com Vitorino, o mesmo não falava coisa com coisa, apresentava alguns arranhões nas costas do mato e disse que tirou a pé do local que estava trabalhando até Frei Martinho, após assinar um termo o genitor de Vitorino levou ele para casa no início da noite do sábado, depois de mais de 50 horas "desaparecido".
*******************************
Que fique bem claro. Ninguém pode levantar falso da conduta de outras pessoas. Até porque perante a lei todos são inocentes até que se prove o contrário.
serve de lição:
 Nunca ande com quem não se conhece.
Nunca dê carona a desconhecido.
Vai que acontecesse algo com Vitorino em algum outro lugar dessa andança dele? Como ficaria a situação dos amigos?
Preferimos não divulgar o nome dos amigos, pois já sofreram demais com os comentários dos familiares. 
fonte: 7ªDRPC-Picuí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.