quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Mais detalhes da prisão dos dois Picuienses por embriagues no volante e porte de arma de fogo em Parelhas


Policias lotados no 3° Distrito de Polícia Rodoviária Estadual em Caicó, fazendo patrulhamento diário na cidade de Parelhas, conseguiram na segunda-feira, 22 de agosto, prender duas pessoas por embriagues no volante, e uma delas estava portando uma pistola calibre 765.
Os policiais abordaram primeiramente, José Gilmar dos Santos Lima Souto, 28 anos, que pilotava uma motocicleta Honda/Twistter, de placa DYV2064/São Paulo/SP, com sintomas de embriagues alcoólica. Pouco tempo depois, foi abordado, Ronaldo Oliveira dos Santos, 29 anos, conduzindo um veículo GM/Celta de placas: MXM7305/Natal/RN. Este compareceu no local na tentativa de liberar o amigo que estava detido. Detalhe, ele também estava embriagado.
Foi feita uma revista pessoal em ambos, e, com José Gilmar foi encontrado a pistola.
Os dois foram conduzidos para a Delegacia de Polícia e lá foi constatado também que o Gilmar responde por um homicídio na Sul dos pais.
Os infratores foram autuados pela prática de embriagues ao volante, e porte ilegal de arma de fogo.
Com informações do site Trânsito no Seridó –  link ao lado
fonte:
http://www.sidneysilva.com.br/blog/

3 comentários:

  1. Parabéns aos policiais do RN por terem a iniciativa de abordar e averiguar a situação. Conseguiram prender uma pessoa que na Paraíba não foi preso após matar duas garotas inocentes e com a vida toda pela frente!!

    ResponderExcluir
  2. esse Vagabundo acha que o mundo é dele,só vive aprontando! é bom que ele fique preso muito tempo para para com a fúria dele de destruir a vida de outros (as)

    ResponderExcluir
  3. Eita, pagaram a fiança e sairam, quanto foi? Gilmar vai trabalha pra pagar advogados, pensão dos filhos e fiança da prisão.

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.