sábado, 13 de agosto de 2011

Preso em Remígio/PB; João Gabriel por ameaçar a mãe e irmã.

Na noite de quinta-feira,11/08/2011 por volta das 18:00hs foi preso em flagrante o sr. João Gabriel do Santos, mas conhecido por "João de Gabrié" com 36 anos, agricultor, solteiro, residente no distrito de Cepilho/ Remígio/PB.
Após a prisão realizada pela guarnição composta pelos soldados SDPM Leandro e SDPM Ismael devido João Gabriel ter destruído bens de sua genitora, Josefa Silvino de 76 anos e de ter ameaçado a sua irmã- Luciene,40 anos e mãe de morte.


Segue o relato de uma das vítimas e mãe do acusado:


"...Que o JOÃO GABRIEL voltou, passou a gritar e a querer entrar dentro da casa; ....; Que o JOÃO GABRIEL passou a forçar as portas da casa, depois quebrou uma cama que estava em um quarto externo, em seguida pegou um pedaço da cama quebrada e passou a jogar contra a porta, quase atingindo sua cabeça; Que o JOÃO GABRIEL gritava, dizendo: “RAPARIGAS, SEM-VERGONHA, VÃO TUDO TOMAR NO CU. QUANDO EU CONSEGUIR ENTRAR EU VOU MATAR TODO MUNDO, VOU DAR TIROS E RASGAR DE FACA TODO MUNDO”; Que sofre de problemas cardíacos e arteriais, passou mal, quase teve um enfarto; Que o JOÃO GABRIEL estava com uma faca peixeira na cintura, além de quebrar a cama, arrancou flores, cortou o colchão de faca, danificou as portas, jogou pedras dentro de casa, uma das pedras quase lhe atingiu, além de quebrar as lâmpadas externas, deixando tudo no escuro, aumentando ainda mais o desespero da declarante; Que sua filha LUCIENE também estava em casa, ambas viveram momentos de terror, pois por pouco o JOÃO GABRIEL não conseguiu entrar dentro de casa; Diz que certamente seriam esfaqueadas, caso isso ocorresse; Que estão desesperadas, por sorte os policiais militares chegaram logo e conseguiram imobilizar o JOÃO GABRIEL; Diz que mesmo após a chegada dos policiais, o JOÃO GABRIEL não se conteve, resistiu à voz de prisão dada, ficou agressivo com os policiais; Que manifesta o interesse em representar contra o JOÃO GABRIEL, teme que ele não seja preso e volte a proceder com as ameaças".

O delegado responsável pelo flagrante, Dr. Lamartine Lacerda que após explicar a João Gabrié que o mesmo poderia ser solto após o pagamento de fiança conforme a nova lei 12.403/11, disse não ter condições de pagá-la e se negou a falar sobre o caso na delegacia alegando não se lembrar de nada do ocorrido.
João Gabrié foi encaminhado a cadeia pública de Remígio onde aguardará pronunciamento da justiça e responderá pelos crimes de Ameaça(art. 147 CP), Danos( art. 163 inc I e IV) e Desobediência  da ordem legal dada pelos policiais na hora da prisão(art. 330).  Totalizando pena de 04 anos se condenado.

fonte: 7ªDRPC com boletim diário da Delegacia de Remígio/PB.
Não houve registro fotográfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.