terça-feira, 20 de setembro de 2011

OPERAÇÃO “TIRO PELA CULATRA” EM REMÍGIO; preso: Luciano Belo Delfino


A polícia civil de Remígio com o apoio da polícia militar cumpriu mandado de Prisão, nesta segunda-feira,19/09/2011

Na tarde de ontem, por volta das 17:30 horas, policiais civis da Delegacia de Remígio subordinada a 7ª DRPC PICUI, sob a coordenação do Comissário de Polícia LUIZ XAVIER, juntamente com policiais militares do Destacamento local, desencadearam uma operação naquela cidade, com o objetivo de cumprir mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça da Comarca de Remígio. Durante a operação foi efetuada a prisão de LUCIANO BELO DELFINO, mais conhecido por “BUTICO”, com 26 anos de idade, residente no Sítio Coelho, zona rural de Remígio-PB. O Delegado de Polícia Dr. Durval Barros, comunicou a prisão à Comarca de Remígio. A prisão foi motivada em virtude do mesmo ter no dia 09.10.2008, armado de espingarda invadiu a casa da vítima, anunciou o assalto, tendo aquela reagido, tomada a arma e desferido um disparo no rosto do preso “BUTICO”, que fugiu do local. O preso foi submetido a exame de corpo de delito em Campina Grande, Luciano será recolhido na Cadeia Pública de Remígio.  


*********************************

NA SEMANA PASSADA POLICIAIS DA 7ª DELEGACIA REGIONAL DE PICUI, LOTADOS NA DELEGACIA DE REMÍGIO, NO 14/09/2011 EM CUMPRIMENTO A MANDADOS DE PRISÃO, EXPEDIDOS PELA JUÍZA DA COMARCA DE REMÍGIO/PB, DRª ANA CARMEN PEREIRA JORDÃO VIEIRA, EFETUARAM AS PRISÕES DAS PESSOAS DE ANTONIO MARCOS LUCENA DA COSTA, mais conhecido por  “TOINHO”,  com 29 ANOS DE IDADE e de SEBASTIÃO MEDEIROS, COM 39 ANOS DE IDADE.
O MANDADO DO ANTONIO MARCOS FOI EXPEDIDO EM VIRTUDE DE QUEBRA DE ALBERGUE, EM PROCESSO QUE RESPONDIA EM REGIME ABERTO, PELOS CRIMES DE FURTO QUALIFICADO, DANO E INVASÃO DOMICILIAR.
O MANDADO DE PRISÃO DE SEBASTIÃO MEDEIROS FOI EXPEDIDO  POR SEU ENVOLVIMENTO EM CRIME DE HOMICÍDIO.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.