terça-feira, 1 de novembro de 2011

Estelionatário a solta em Picuí/PB se passando por agente de Saúde

Na manhã desta terça-feira, 01 de novembro de 2011, o sr. S. F.L., 71 anos, aposentado, morador do bairro Limeira registrou queixa devido o furto de seu Cartão de Beneficio. Segundo o mesmo chegou em sua residência um homem se passando por Agente de Saúde pedindo o seu cartão do banco do Brasil e um extrato para fazer um cadastro. Só depois que o homem foi embora que notou o erro que fez e veio a esta delegacia registrar o fato afim de evitar prejuízos junto ao banco, neste momento foi constatado que o cartão que o mesmo apresentou não era o dele, ou seja, o individuo havia trocado.
O cartão apresentado na delegacia está no nome de EXPEDITO CARLOS, que após verificar junto ao banco, descobriu ser  do Rio Grande do Norte. O cartão se encontra na Delegacia de Picuí a disposição do correntista que provavelmente é outra vítima do estelionatário.
Quem tiver alguma informação desse individuo que está frequentando as casas das pessoas pedindo dados dos cartões favor entrar em contato imediato com a delegacia: 3371-2884 ou com a polícia militar: 9949-0630.

Dados Bancários, senhas ou qualquer outra informação de uso pessoal não se deve repassar para nenhuma pessoa, nem mesmo para familiares. Só quem pode movimentar a conta bancária de uma pessoa que não pode se deslocar é um procurador legal através de procuração autenticada em Cartório para evitar transtornos.

2 comentários:

  1. meirmão esse bixo só ta indo nos veinhos cade que eele vem nunha pessoa nova se ele vim aqui em casa ligo pra vcs avisando.

    ResponderExcluir
  2. PAULINO DISSE:
    E air!!! Vereadores de Nova Floresta,agora vamos trabalhar???
    "Vocês" melhor que ninguém,sabem que o Prefeito somente poderá fazer alguma coisa em defesa da cidade,se primeiro os vereadores aprovarem.
    A Câmara dos Vereadores precisa se manifestar e agir,cumprindo o seu dever cívico em proteção à sociedade.

    PAULINO(Paulo - irmão de Mimo)
    SÃO PAULO/SP.

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.