quarta-feira, 21 de março de 2012

Adivinha o que aconteceu!

Segundo o blog do Radialista Francisco Araújo, o julgamento foi cancelado novamente a pedido dos advogados do réu, Denilson.


"Para contratar advogados particulares para ser defendido em causa de um duplo homicídio que a prisão já é certa, só faltando o juiz determinar a sentença que será cumprida, fica muito difícil da família querer pagar o preço dos honorários de advogados que sejam capazes de trabalhar em causas difíceis como essa, EU acho que é a falta do pagamento do honorários dos advogados que está fazendo os mesmos cancelarem tantas vezes o julgamento. Com isso só quem perde é o réu. Cabe agora ao magistrado decidir sozinho ou com ajuda do Ministério Público se não seria o caso de determinar um Defensor Público para cuidar do caso de Denilson, já que o mesmo não pode ficar tanto tempo preso sem uma condenação, já fazendo quase três anos de sua prisão. Em casos parecido ocorridos após a sua prisão em cidades vizinhas já foram realizados os julgamentos e condenados a exemplo do Nego de Zé Borges de Cuité que foi condenado a 19 anos de Prisão." Opinião do admin

2 comentários:

  1. E neuneu irmao dos gemeos quando a policia vai coloca as moas nele pq aqui no bairro limeira ele fica sempre se vanglorinando dizendo q quem comonda o bairro limeira agora e ele e, sempre armado, se a policia for na casa dele hoje encontra dois revolve calibre 38 uma balança de presisao e alguma guantidade de crack e so procura tambem na casa da sogra dele quem procura acha????

    ResponderExcluir
  2. e muito engracado a justica diz q o advogado dele pediu desaforamento isso e um verdadeiro desaforo onde ja se viu tantos meses que esse homicida esta aqui e nao foi jugado ainda cade a justica de picui cade o juiz que abriu tantos recursos pra um bandido desses e lamentavel

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.