terça-feira, 3 de abril de 2012

Quem já foi abordado por esses homens devem procurar a polícia. Estelionatários presos na Paraíba.



PC prende estelionatário em flagrante em shopping de JP

Um homem – com várias identificações - foi preso sob a acusação de estelionato no início da tarde desta segunda-feira (2), em um shopping no bairro de Manaíra em João Pessoa.
Ele tem tantos documentos 'pessoais' com nomes diferentes que a polícia não sabe afirmar qual o verdadeiro nome do estelionatário.
De acordo com o Gerente Executivo da Polícia Civil Metropolitana – Wagner Dorta – o acusado agia da seguinte forma:
‘Ele solicitava uma certidão de nascimento no Instituto de Perícia Científica, em seguida ia a Casa da Cidadania e retirava uma nova identidade (falsa), posteriormente seguia para agências bancárias e retirava cartões de créditos e talões de cheques’.
Com os documentos, talões de cheques e cartões em mãos, o estelionatário aplicava golpes no comércio de João Pessoa realizando diversas compras.
O homem é natural de Campina Grande e foi preso em flagrante pela polícia após sair do shopping. Ele foi encaminhado à Delegacia de Roubos e Furtos na Central de Polícia no bairro do Varadouro, na Capital. 
Pollyana Sorrentino, http://www.portalcorreio.com.br/noticias/matLer.asp?newsId=206484

Estelionatário é preso na Paraíba com cartões de SP, MG e PE


Um estelionatário pessoense foi preso no município de Solânea, no Brejo paraibano. O crime ocorreu nesta sexta-feira (17/02).
De acordo com a policia, a corporação recebeu uma ligação da agência do Banco do Brasil, informando que Jailton José Pires Correia Filho, 23 anos, estava na agência munido de vários cartões de créditos de nomes diferentes.
Uma guarnição comandada pelo capitão Neves, comandante da 2ª Companhia do 4º BPM, foi até o banco e localizou Jailton José nas imediações da agência.
Ao ser preso, Jailton confirmou o estelionato.
Hyldo Pereira, 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.