terça-feira, 18 de setembro de 2012

Policial e candidato agride ex- companheira na cidade de Algodão de Jandaíra/PB

Na manhã desta terça-feira, 18 de setembro, por volta do meio dia compareceu a senhora M.A.D.D, de 23 anos, a qual prestou depoimento informando de que no final da tarde desta segunda-feira, havia sofrido agressões físicas e psicológicas de seu ex-companheiro, com o qual tem um filho de um ano.
Segundo o relato da vítima, por volta das 11:00hs da segunda-feira, o acusado que é Sargento da Polícia e candidato a vereador na cidade do Algodão de Jandaíra havia chamado a mesma para limpar a sua residência que também funciona como um parque aquático informando para mesma que havia deixado a sua esposa novamente já havia um mês e que iria voltar a ficar com ela(vítima). Acreditando no acusado a vítima se propôs a fazer a faxina e durante o ato, utilizou uma blusa da ex-esposa do acusado para limpar os móveis e o acusado não havia se pronunciado com este fato. Na parte da tarde tanto a vítima como acusado e alguns familiares da vítima "curtiram" a piscina tomando cervejas e escutando música, quando por volta das 17:00hs os familiares da vítima foram embora permanecendo apenas a vítima, o acusado, um adolescente e seus dois filhos, um com o acusado e o outro do primeiro relacionamento. Neste momento o acusado foi tomar satisfação porque ela estava utilizando aquela blusa para fazer a faxina e foi dai que começou uma discussão e o acusado jogou o lixo em cima da vítima e começou a agredi-la várias vezes continuando a esmurrar o seu rosto e cabeça, enquanto o seu filho de quatro anos pedia para que o acusado parasse com aquelas agressões, dizendo: "Fulano sai de cima de mainha que a gente vai embora! Deixa mainha ir!".
A vítima tentou diversas vezes fugir mas o portão da residência o acusado havia fechado e após os vizinhos terem escutados os gritos de socorro ligaram para a irmã de vítima que retornou a residência com uma amiga e conseguiu adentrar, levando consigo a sua irmã que desmaiou duas vezes até chegar em casa.
Após se recuperar ligaram para polícia militar, a qual se deslocou até a cidade uma viatura da polícia militar de Campina Grande, já que na cidade de Algodão de Jandaíra só possui policiamento nos finais de semana, por volta das 21:00hs, segundo a vítima após os policiais diligenciarem pela cidade informaram que o mesmo não estava na cidade e que estava naquele momento "Foragido". No dia de hoje veio até a delegacia de Remígio para Registrar o fato e dá prosseguimento ao procedimentos contra o acusado, pois não aguenta mais as agressões que vive sofrendo, segundo a mesma por causa de ciúmes e teme pela sua vida.

Além das marcas nos braços a vítima apresentava hematoma abaixo do olho direito e um pequeno corte abaixo do olho esquerdo como o expresso no laudo médico, a foto do rosto ficou prejudicado.

Ainda segundo a vítima o acusado responde na justiça comum pelo mesmo tipo de crime com a sua esposa de Campina Grande e após verificar no sistema do TJ foi comprovado a veracidade do fato como segue o link do processo.

001.2012.012.387-0 que figura como vitima a senhora M.J.A, o qual tem audiência para o dia 03 de outubro do corrente ano na Vara de Violência Doméstica de Campina Grande.

www.setimaregional.com.brbaseado nos dados do Termo de Declarações da vítima.

"Devido ao período eleitoral e o acusado ser candidato não podemos informar o nome do mesmo.
 Devido ser policial militar afastado de suas funções laborais por causa do pleito, o acusado responderá como cidadão comum na justiça comum.
Estes fatos foram noticiados nas rádios locais de Remígio e Algodão de Jandaíra, tornando fato público.
O portal deixa espaço aberto para o acusado expressar a sua versão dos fatos após a sua ouvida na delegacia responsável pelo inquérito que seguirá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.