terça-feira, 23 de outubro de 2012

Homicídio com requintes de crueldade na madrugada desta sexta-feira em Remígio/PB


No início da madrugada desta sexta-feira, 19, policiais Civis e militares da cidade de Remígio prenderam o acusado Francisco de Assis dos Santos, mas conhecido por Nego da Pedreira, com 43 anos, filho de Manoel Bicudo e de Maria do Carmo da Conceição, por praticar um homicídio na cidade durante a madrugada na qual a vítima, Rozimar Fernandes de Assis, mas conhecido por Dóia, com 39 anos, filho de João Fernandes de Assis e de Domerina Alves de Freitas,  teve o seu crânio destruído durante o ato. O flagrante foi confeccionado pelo Delegado Dr Edson Vasconcelos, Delegado de Plantão e concluído pelo Delegado Titular da comarca Dr Lamartine Lacerda. Estiveram no local o IPC e IML para realizar os levantamentos de como o fato ocorreu.
Após os Agentes de Investigações V. Costa e Franklin Basilio caírem em campo conseguiram localizar mais quatros homens que segundo parentes da vítima teriam ligação com o crime, mas após realizar a ouvida de cada um e mais cinco testemunhas, foram descartado as suas participações no crime, mas ajudaram a montar o passo a passo da vítima e do acusado no dia do fato.
Veja:
No dia do fato a vítima Rozimar encontrou com mais dois amigos por volta das 14 horas e se dirigiram para casa do acusado Francisco de Assis onde passaram o restante do dia tomando um litro de cachaça, segundo os mesmos até esse momento Francisco já havia tomado meio litro de cachaça com os amigos antes de Rozimar chegar. Por volta das 17hs os amigos foram embora ficando só Rozimar e Francisco quando chegaram outros conhecidos e compraram outro litro de cachaça para continuarem a beber. Por volta das 18:30hs Rozimar já não aguentava mais de tanto beber e arriou bebo no chão da casa de Francisco, nesse momento um dos amigos sugeriu a Francisco que estendesse uma das redes da casa para o amigo que havia caído  Francisco não gostou da ideia e mandou que levasse o Rozimar para sua casa se estava achando ruim dele deitado no chão. Após esse mal está que ficou no local os amigos que estavam bebendo junto com Rozimar e Francisco decidiram ir embora deixando eles sozinhos na casa. Após umas duas horas moradores da região ao passarem de frente a casa de Francisco viram o corpo de Rozimar a uma distância de cinco metros da casa de Francisco e um rastro de sangue enorme, após correrem para casa acionaram a polícia que se deslocou até o local para averiguar o fato.
Confirmando a morte de Rozimar os policiais adentraram a casa de Francisco que estava trancada e foram recebido com o acusado com uma arma cortante nas mãos que tentou desferir golpes contra os policiais que precisaram utilizar spray de pimenta fazendo assim com que Francisco soltasse a arma, após desarmar o acusado o algemaram mas o mesmo estava muito transtornado dando trabalho para adentrar na viatura.
Diversas testemunhas informaram que não sabe o que poderia ter levado a Francisco ter matado Rozimar já que ambos eram amigos a muito tempo, sendo comum ambos se entregarem ao vicio da bebedeira, trabalharem juntos, etc.
Até o momento o único motivo possível teria sido o desentendimento causado por uma rede acentuado com o alto grau de cachaça, já que o acusado teria bebido com amigos nesse dia 2,5 litros de cachaça.
O fato aconteceu na localidade conhecido por Lajedo do Tetéu, zona rural de Remígio/PB.
O acusado encontra-se recolhido a cadeia pública de Remígio a disposição da justiça local.

Um comentário:

Anônimo disse...

misericordia as pessoas estao distantes de Deus ,que o Senhor Jesus venha ter misericordia dessas alma atormentadas.

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.