sábado, 12 de janeiro de 2013

Casal Paulista é preso pela polícia Militar na cidade de Nova Cruz/RN roubando banco com auxílio de um teclado.














Na tarde deste sábado,12 de janeiro, a Policia Militar de Nova Cruz/RN por volta da 13:30h prendeu um casal de São Paulo(Richardson Camargo Neves Rego- reincidente e Carolina Mazzi de Aquino, ambos foram presos em flagrante por policiais do GTO e Radio Patrulha do 8º BPM no Banco do Brasil com um teclado acoplado ao caixa eletrônico sacando as cédulas de R$ 50,00 e R$100,00 , no momento da abordagem da Polícia o casal já havia sacado a quantia de R$ 101.500,00 ( cento e um mil e quinhentos)








colaborador Gildo- RN via www.setimaregional.com.br








Esse golpe já havia sido aplicado no mês de dezembro de 2012 no Estado de São Paulo.


Três ladrões são presos ao furtar caixa eletrônico
Flagrante ocorreu na Vila Bertine 3- Três ladrões são presos ao furtar caixa eletrônico. 03/02/2010
Três bandidos de São Paulo e Praia Grande tentaram furtar dinheiro de um caixa eletrônico do Bradesco, na Rua Afonso Pansan, na Vila Bertine 3, em Americana, às 10h de ontem, mas se deram mal. Foram presos em flagrante pelo cabo Murilo e soldado Carvalho da Polícia Militar, com a ajuda de mais policiais que apoiaram a ocorrência. O registro do crime foi no 3º Distrito Policial, no Jardim Colina. 

O cabo Murilo contou ao repórter Zé Naves, da Notícia FM, que os integrantes da quadrilha furtavam dinheiro do caixa eletrônico do Bradesco, no local dos fatos. A presença do trio no interior de um veículo Palio estacionado na frente do estabelecimento chamou a atenção de populares, que acionaram a polícia.

Assim, os policiais se deslocaram ao local e avistaram um dos suspeitos dentro do carro e dois no interior do caixa eletrônico. Eles estavam de posse do cartão de um correntista não presente no banco e de R$ 2,4 mil em dinheiro. Em contato com a gerência do banco, os policiais foram informados que o trio aplicava furto com cartões de clientes que não movimentavam mais a conta, mas que não cancelaram os cartões.

Os ladrões agiam da seguinte forma.  Danificaram o caixa eletrônico e resetaram a operação de saque. Quando a máquina era religada, soltava o dinheiro. Esse tipo de saque não é descontado do cliente, visto que a conta estava cancelada.  O prejuízo, normalmente, é coberto pela seguradora do banco. A dupla já tinha feito cinco saques desta forma, com uso de cartões de ex-correntistas.

Os policiais entraram em contato com os donos dos cartões, mas estes alegaram que não mantinham mais a conta. Além disso, em revista ao veículo usado pelo trio os policiais localizaram endereços de caixas eletrônicos em estabelecimentos comerciais e shoppings de Americana. A suposição é que iriam agir nesses locais.

Diante das evidências foram presos Roberto Nascimento de Franca, 26 anos, e Richardson Camargo Neves Rego, 32 anos, moradores em São Paulo, e Luis Marcelo Rogante, 35 anos, da Praia Grande. A suspeita é que o trio integrava uma quadrilha com ramificações, uma vez que o advogado ligou da capital paulista para avisar que vinha para Americana para tentar soltar seus clientes. Este seria um sinal do poderio e da organização da quadrilha.

___________________________________________________________________________
São Paulo - Um homem foi preso, por volta das 22h45 da segunda-feira (03 de dezembro de 2012), após conseguir sacar mais de R$ 87 mil em um dos caixas eletrônicos do hall de entrada da agência do Banco do Brasil localizada na altura do nº 552 da Avenida Penha de França, na Penha, zona leste de São Paulo.
Acionados pela central de monitoramento que presta serviço para o banco, que detectou algo de anormal na máquina, policiais militares da 3ª Companhia do 51º Batalhão chegaram rapidamente ao local e flagraram o homem, de nome Samuel e que teria 36 anos fazendo os saques. Segundo os PMs, o rapaz era auxiliado por um comparsa via celular.
O bandido já havia sacado R$ 87.500,00 apenas de um caixa com o uso de um teclado dobrável de notebook e um pen drive, instalado pelo criminoso em uma entrada de USB acessada por meio do compartimento onde estava a câmera da segurança da máquina.
"Ele (o bandido), com o programa instalado no pen drive, reiniciou a máquina e digitava o valor das notas que queria sacar: primeiro as de cem, depois as de cinquenta e assim por diante.", disse o sargento Ricardo, um dos policiais que fizeram a prisão.
Ainda de acordo com os policiais, o homem, que já tem passagem por furto, não quis revelar o nome nem o endereço do comparsa que o auxiliava no processo de retirada das notas.
Levado para o 10º Distrito Policial, da Penha, foi autuado em flagrante por furto qualificado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.