terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Força Tática prende assaltante de moto após roubo na zona rural de Belém/PB


Uma ação precisa da Força Tática da Companhia de Polícia Militar de Solânea terminou com a prisão de um assaltante de moto. A ocorrência foi registrada na manhã desta segunda-feira (27).

O mototaxista Marcone Augusto da Silva, residente em Belém, estava indo pegar uma passageira no sítio Limeira, zona rural do município, quando foi abordado por dois homens que armados de revolver anunciaram o assalto. Os criminosos levaram a moto Honda CG 150, de cor vermelha, placa MNP 7154-PB e deixaram a vítima amarrada pela própria camisa. Após conseguir se soltar o mototaxista pediu ajuda e chegou até a cidade de Belém de onde acionou a polícia. 

A guarnição do Pelotão de Belém, comandada pelo CB Ramiro e composta pelos soldados Gustavo e Michel, iniciou as diligências e acionou a Força Tática - (foto) - de Solânea-PB que fechou o cerco  na zona rural d e Bananeiras. “Conhecendo a possível rota de fuga, eu e minha guarnição, fomos até a Chã do Lindolfo onde nos deparamos com o acusado e conseguimos efetuar sua prisão, recuperando a moto roubada.” Destacou o Sargento PM Valdir, comandante da guarnição.

 O criminoso foi identificado como Roberto de Oliveira Gomes, de 30 anos de idade, residente no Sítio Lago a de Onça, município de Cacimba de Dentro. Com ele foi aprendido o revolver calibre 38, com seis munições intactas, usado para realizar o assalto. 

O assaltante disse que estava com o plano de fugir para o Ceará, onde tentaria arrumar um emprego e recomeçar a sua vida por lá. Bel, como é mais conhecido o criminoso, tem várias passagens pela polícia e é apontado como um violento assaltante. O acusado é irmão de outro perigoso bandido, o Márcio Monstro, que já se encontra preso.
 
A polícia não conseguiu identificar o segundo criminoso que possivelmente fugiu em uma moto azul.

Por Júnior Campos
http://www.blogdomago.com/2013/01/bananeiras-pb-forca-tatica-prende.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.