quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Infância Perdida em Remígio: Padrasto estupra enteada durante quatro anos e a engravida; Vítima tem apenas 12 anos



Em Remígio, localizada no brejo paraibano, uma menina de 12 anos após saber que estava grávida de seu padrasto pediu ajuda a familiares de fora de sua casa, a sua tia.
Após contar todo o corrido e as agressões sexuais que vinha sofrendo desde os oito anos, a tia juntamente com a menina procuraram a Delegacia de Remígio, sendo de imediato solicitado os exames de conjunção carnal e realizado a ouvida da menina pelo Delegado Titular, Lamartine Lacerda.

Durante a ouvida da menina na presença de sua tia, a adolescente confessou que vinha sendo abusada sexualmente pelo padrasto desde os 8 anos de idade.

Segundo ela tudo começou em um dia quando o acusado, Josenildo Gonçalves da Silva, 36 anos, a chamou para buscar frutas no sítio próximo da casa, no momento em que não havia ninguém ele a ameaçou de morte e mandou que a mesma se deitasse no chão concretizando o ato sexual com ela chorando e pedindo que ele não fizesse aquilo, a partir deste dia em diante para onde o padrasto fosse ele queria que ela estivesse com ele e toda vez que estava sozinha ele a abusava sexualmente. A menina contou para sua genitora e a mesma não fez nada para ajudar, no início de Dezembro de 2012 começou a sentir tonturas e enjoos constantes foi que descobriu que estava grávida, com medo de morrer nas mãos de Josenildo então resolveu contar para sua tia por parte da mãe, foi quando conseguiu ajuda e saiu de casa fugida.
Após fugir de casa Josenildo disse que iria matar para não contar a ninguém. A tia e outros parentes suspeitavam que alguma coisa estava acontecendo com a menina mas ela nunca contava o que era.
Após a ouvida da vítima e com o laudo do IPC em mãos, o Delegado Lamartine Lacerda entrou em contato com a Juíza da comarca de Remígio, Dra Ana Carmem, a qual após se iterar de toda a situação e a pedido do Delegado expediu o Mandado de Prisão em desfavor do acusado em poucos minutos. De imediato o Delegado determinou que sua equipe de Agentes composta por V. Costa e Franklin Basilio diligenciasse na busca do acusado. Após montar um plano para chegar próximo do acusado sem ao menos o mesmo perceber já que Josinaldo era muito desconfiado e andava armado com uma espingarda Bate-bucha, além do terreno da zona Rural do sítio Mata Redonda de Remígio ser favorável para ele fugir.
Em menos de uma hora os Agentes encontraram o acusado nas imediações de sua residência e sem desconfiar que eram policiais o mesmo se aproximou e foi dado voz de prisão.
Na Delegacia o acusado negou ter feito alguma coisa com a menina mas ao perguntar se a genitora sabia de alguma coisa, ele acabou se entregando dizendo que ela sabia desde o início, na tentativa de se livrar de alguma culpa a mãe da menina negou que sabia da violência e que era ameaçada pelo Josinaldo.

O acusado já encontra recolhido na Cadeia Pública de Remígio a disposição da justiça.

O Delegado acrescentou ainda que este foi o segundo estuprador preso em  menos de 30 dias, o primeiro tinha sido o caso em que o ex-presidiário, CARLOS ALBERTO DOS SANTOS, com 32 anos atentou contra sua própria filha de 7 anos e uma sobrinha de 3 anos.


2 comentários:

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.