segunda-feira, 29 de julho de 2013

GOVERNO DA PARAÍBA ADMITE EXISTÊNCIA DE FACÇÕES CRIMINOSAS E DECLARA GUERRA À OKAIDA E EUA.


Objetivo imediato é montar mega-operação, impedindo a infiltração nos presídios, de gangues formadas por narcotraficantes internacionais, como os da cracolândia paulistaPublicada em: 28/7/2013 às 18:25

  • :
veja mais imagensSECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA, WALBER VIRGOLINO, REVELA QUE GOVERNO ADMITE EXISTÊNCIA DE FACÇÕES CRIMINOSAS
Agora a ordem é explícita, direta e veio do próprio governador Ricardo Coutinho (PSB). Todas as polícias que atuam no Estado, incluindo Civil, Militar, Rodoviária, Federal, Força Nacional de Segurança, com ajuda dos serviços de inteligência do Exército, Marinha e secretarias de Segurança, Defesa Social e Administração Penitenciária, Guarda Municipal, Ministério Público, etc, devem unir esforços para extinguir a Okaida e os EUA, declarando guerra total aos bandidos que delas fazem parte ou se auto-intitulam simpatizantes dessas organizações criminosas.

Acabou a omissão das autoridades

O secretário de Administração Penitenciária, Walber Virgolino, é um dos auxiliares diretos de Ricardo que já não mais esconde que a “brincadeirinha” que começou como briga de gangues de bairros, desavenças de colégio, transformou-se hoje numa praga social.

Bandidos serão caçados pelo Estado

O governador quer superar as diferenças operacionais entre as esferas federal, estadual e municipal, para acabar de vez com a matança entre os integrantes da Okaida (instalada no Alto do Mateus, Ilha do Bispo e redondezas) e dos Estados Unidos (incrustrada em Mandacaru, Bairro dos Novaes e comunidades adjacentes, como na Favela do Baleado, etc).

PCC mapeado pelo “Guardião”

Em relação aos bandidos de alta periculosidade e especialistas em roubos a bancos, sequestros milionários e tráfico internacional de drogas que estão tentando se instalar aqui na Paraíba, a determinação de Coutinho é impedir a implantação do PCC no Estado, custe o que custar. Isso não tem preço, tem dito constantemente o governador aos seus auxiliares ligados à área de Segurança Pública.

Estatuto já foi decodificado

Um exemplo desse combate sem trégua e nem fronteiras, é a identificação que já foi feita pelos serviços de inteligência acerca de quem idealizou e ditou (chefe de boca-de-fumo), quem escreveu (mulher de detento) e quem levou ao Presídio PB-1 o manuscrito “Estatuto do PCC”. Só falta, agora, capturar os demais responsáveis pela feitura do tal documento.

Armadilha está montada pela polícia

Tudo já está sendo monitorado pelos serviços secretos de todas as polícias, incluindo o equipamento de escuta chamado de “Guardião”, de fabricação israelense (utilizado até pelas Forças Armadas norte-americanas em missões de inteligência e contraespionagem nas guerras do Iraque e Afeganistão) para pegar o restante do grupo, incluindo possíveis fugitivos de São Paulo. O Comando Vermelho carioca não é muito presente na Paraíba.

Construindo outros presídios

O secretário de Administração Penitenciária do Estado, delegado Walber Virgolino, revelou que já estão em adiantada fase de construção no município de Bayeux, os dois mais novos presídios da área metropolitana da Capital, que se chamarão PB-3 e PB-4.

Governo Federal não repassa dinheiro

Estas novas casas de detenção estão sendo erguidas com recursos próprios do Tesouro Estadual, devido à pobreza do aporte de verbas do Governo Federal, onde são poucos os repasses feitos pelo ministério da Justiça e Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública).

Detentos transferidos para Bayeux

Dentro deste planejamento estratégico-administrativo, inicialmente cerca de 700 detentos que cumprem suas penas atualmente no do Roger iriam para os dois novos presídios de Bayeux, divididos em dois grupos de 350 apenados (um composto por integrantes da Okaida e outro de membros dos Estados Unidos).

Reforma nas antigas instalações

Sobrariam então 500 vagas, permitindo restaurar o presídio com os apenados lá dentro mesmo. Walber é contrário à tese da demolição da antiga Penitenciária Modelo, defendida pelo Ministério Público e por entidades ligadas à defesa dos Direitos Humanos.

Contra a demolição do Róger

O secretário justifica sua posição explicando que a lotação atual é de 1.200 homens (mesmo sabendo-se que o Róger foi criado nos anos 1940 para abrigar apenas 400 presos políticos da Ditadura do Estado Novo, implantada pelo presidente Getúlio Vargas, de 1930 a 1945).

Armamento reforçado para evitar fugas

O secretário Walber Virgolino confirmou ontem o recebimento de um lote de 190 pistolas (ponto 40), 55 submetralhadoras (Taurus de 9 milímetros) e mais 90 escopetas (espingardas de repetição calibre 12), para reforçar o trabalho de contenção de rebeliões e fugas de presos, nas penitenciárias.

Além de pistolas, fuzis automáticos

Além da aquisição de duas viaturas equipadas com câmeras de vigilância noturna (visão infravermelha), a secretaria de Administração Penitenciária vai adquirir um lote de modernos fuzis automáticos calibre 556, para reforçar suas equipes de segurança.
FONTE: GIOVANNI MEIRELES

Um comentário:

  1. parabens au governador Ricardo Coutinho. ele nao esconde os problemas,pelo contrario ele os evidencia,e esse e primeiro passo para resolve-los!



    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.