quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Agências do Bradesco em Remígio e Areial são detonadas durante a madrugada. A Ação foi sincronizada.

Duas agências bancárias foram assaltadas na madrugada desta quinta-feira (12), nas cidades de Remígio e Areial, no Agreste paraibano. O intervalo entre um crime e outro foi de dez minutos. Com esses já foram registrados 104 assaltos a bancos na Paraíba.
De acordo com o relatório do 10º BPM, em Remígio, dois homens em uma motocicleta montaram os explosivos e detonaram a agência do Bradesco da cidade. A Polícia Militar revelou que os criminosos conseguiram levar uma quantia em dinheiro ainda não divulgada.
Após o crime, os assaltantes fugiram com destino a cidade de Esperança. Viaturas foram acionadas, realizaram rondas, mas ninguém foi preso.
Minutos depois, dois homens em uma motocicleta, explodiram o banco do Bradesco no Centro da cidade de Areial. Segundo a polícia, os bandidos conseguiram levar dinheiro. O valor não foi divulgado.
A polícia está investigando se os crimes foram praticados pelos mesmos assaltantes em virtude da semelhança nas características dos criminosos e o veículo utilizado. Ninguém foi preso, apesar de rondas realizadas.
************* A versão acima é o de sites da internet************
Vale salientar que o tempo médio para se deslocar de Remígio até Esperança é de aproximadamente 10 minutos, além de ter que se deslocar até Areial que levar mais tempo. Logo as explosões podem ter sido realizado por duplas diferentes mais trabalhando de forma coordenada, já que a Companhia de Esperança é quem dá o apoio para essas duas cidades. Então enquanto a polícia se deslocava para atender uma cidade a outra dupla de bandidos atacava o outro banco em outro ponto.
Agora a polícia investigará se no caminho tinha alguma câmera de segurança que realizou alguma gravação para se tirar as dúvidas e tentar reconhecer os acusados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.