quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Greyguen Raynen: executado em Natal acusado da morte de seu Zezito. Esposa morreu junto.

Mais um duplo homicídio foi registrado na grande Natal. No final da noite desta terça-feira (1º), por volta das 23h, um casal foi assassinado na rua Manoel Anísio, em Pium, Parnamirim.
 As vítimas foram identificadas como Greyguen Raynen da Silva Mata, de 20 anos, e Patrícia do Nascimento Alves, de 22 anos.De acordo com o cabo Almir, do 3º Batalhão da Polícia Militar, os dois estavam conversando quando homens se aproximaram em um carro e um deles desceu atirando com uma pistola calibre ponto 40. Greyguen foi atingido por dez tiros e outros sete disparos atingiram Patrícia. Em conversa com familiares das vítimas, o Portal BOdescobriu que o jovem morto, quando era adolescente, tinha praticado um latrocínio na Paraíba.Reyguen, mais conhecido como Grego, era natural de Picuí. Mesmo morando no Rio Grande do Norte, ele costumava ir até à Paraíba para assinar documentos referentes a esse processo. Já Patrícia era de Santo Antônio do Salto da Onça. A polícia acredita que ela pode ter morrido por está no lugar errado e na hora errada.




Greyguen Raynen já encontra-se em liberdade.



Fugiu pelos fundos da cadeia, e após 11 dias de sua recaptura saiu pela porta da frente com a permissão da justiça.

O foragido Greyguen Raynen que havia fugido da cadeia de Picuí com mais quatro detento e que após denuncias e participação efetiva da Polícia Civil de Parnamirim/RN através de denuncias conseguiu recapturar o mesmo, o qual em seguida foi conduzido pela equipe da Delegada Dianni Regina a sua morada, a cadeia de Picuí. Enquanto esteve escondido na cidade do Rio Grande do Norte a família de Greyguen fez contatos com advogados da capital potiguar os quais conseguiram em instancias superiores derrubar a prisão de Greyguen, infelizmente tanto o nosso Promotor e o magistrado da Comarca de Picuí tentaram de todas as formas encontrar uma forma de fazê-lo cumprir a pena a que lhe foi imposta, mas não foi possível.
Acreditamos que o fato que contou a favor de Greyguen para conseguir a soltura é que o mesmo foi preso após a maioridade pelo crime cometido quando era de menor, na época com17 anos, onde matou juntamente com Divino Renato, o Moco de Nova Floresta, o senhor Zezito para levar a moto do mesmo, e estava cumprindo pena em estabelecimento prisional normal.
Infelizmente é a nossas lei e advogados trabalham em cima das brechas que a mesma possui e quando o réu possui dinheiro ou entidades que possam lhes defender podem recorrer a instancias superiores que podem derrubar as decisões das instancias mais abaixo desde que provado que existe brecha ou alguma falha.

"Salientamos que a justiça de Picuí tentou ao máximo fazer com que Greyguen pagasse pelos seus crimes na cadeia."

atualizado as 20:04hs 11/07/2012
www.setimaregional.com.br

Chega ao fim "CASO ZEZITO"; Preso: Greyguen Raynen da Silva Mata


No final da manhã desta sexta-feira, 30/09/11, chegou ao fim as investigações da polícia civil de Picuí, 7ªDRPC, que culminou com a prisão de Greyguen Raynen da Silva Mata, de 18 anos, natural de Parnamirim/RN, mas vivendo na época do fato em Nova Floresta/PB, o segundo participante no Latrocínio(roubo seguido de morte) que culminou com a morte do sr. JOSÉ PEREIRA DE OLIVEIRA, mas conhecido por SEU ZEZITO, com 64 anos na época(25/09/2010) residente no sítio Serra da Lagoa.
A equipe comanda pelo Delegado Regional, João Joaldo contou com a participação do delegado titular de Picuí José Edson de Vasconcelos e os Comissários de Polícia Gilvan Fernandes e Franklin Basilio que após diligências encontraram Greyguen Raynen no estacionamento de um Supermercado em Natal/RN.
Durante o retorno a Paraíba em sua defesa Greyguen contou que no dia do fato foi convidado por Divino Renato, mas conhecido por Moco a acompanhar ele até a cidade de Picuí/PB, afim de pegar um dinheiro com um amigo que o devia; ao chegar na cidade ambos ficaram bebendo  no bar deste conhecido de Moco que devia o dinheiro, mas não sabe informar quem era; após saírem desse bar sem o dinheiro se dirigiram a um bar num sítio próximo ao distrito de Santa Luzia, pertencente a Picuí e lá Divino o chamou para continuar a beber ao final Divino disse para Greyguen que ambos iriam fazer um assalto e não queria uma resposta negativa do mesmo senão o mataria; e exibiu um revolver; após saírem procurando uma vítima Divino apontou o casal que estava numa moto; era o sr. Zezito e sua esposa; segundo Greyguen ele não queria assaltar esse casal devido ambos já serem idosos e temer o pior; quando chegaram perto Divino retirou a arma da roupa e entregou a Greyguen; ao abordar o casal em dado momento a arma disparou sem saber como já que o mesmo estava alcoolizado e ainda tentou ajudar o senhor mas nessa hora Divino chegou junto pegou a arma e retirou a carteira do sr. ZEZITO e montou na moto e temendo ser abandonado ali, Greyguen subiu na moto também; chegando a frente Divino parou a moto porque o pneu furou e começou ameaçar Greyguen de morte; "VOCÊ VIU O QUE VOCÊ FEZ?!""EU VOU TE MATAR!"
Greyguen assumiu que na hora do disparo a arma estava em sua mão, mas AFIRMA que foi acidental e nem se lembra direito como foi e em que localidade estava devido ter bebido muito. Se lembra que foi um disparo depois disso não se lembra direito de mais nada.
Na época do fato tentou se entregar a autoridades de Cuité/PB, já que na época era menor de idade e recebeu conselhos de que não ficaria muito tempo preso, mas ficou sabendo que queriam matar e evadiu-se do Estado, só mantendo contato de vez em quando com a família ligando de orelhões para não saberem onde ele estava.

ASCOM 7ªDRPC- Picuí/PB

"Com esta segunda prisão a polícia civil dá por encerrado o crime de Latrocínio do sr. Zezito, na esfera policial, ficando agora a cargo do Judiciário qual o destino de ambos os acusados. Na segunda-feira, 03/10/11, será comunicado o cumprimento do Mandado ao judiciário local, enquanto isso Greyguen aguardará em instituição prisional a decisão."

4 comentários:

  1. Agora sim ouve justiça,pois bandido bom é bandido morto.

    ResponderExcluir
  2. Não quem possa fugir dos olhos de DEUS. Só colhemos o que plantamos. A família deve estar a l i v i a d a!

    ResponderExcluir
  3. Quem faz o mal aqui paga aqui.Pena q a pobre da mulher foi junto.

    ResponderExcluir
  4. seria bom com desse tipo

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.