quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

O terror de Solânea é recapturado próximo ao hospital do Trauma; O bichinho tava comendo capim.

O segundo preso recapturado nesta quarta-feira (29), após fugir do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande na segunda-feira (27), afirmou à reportagem da TV Paraíba que só foi encontrado porque estava sem condições de ficar em pé ou andar. O detento estava cirurgiado e com pinos na perna esquerda. Ele fugiu rastejando e outros dois fugiram a pé pela porta da frente da unidade hospitalar, enquanto estavam custodiados sob vigilância da Polícia Militar.
Natanael Pereira dos Santos, de 28 anos, voltou à cela no hospital e deve responder a procedimento administrativo quanto à sua reclusão, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Os dois policiais que estavam vigiando os presos permanecem detidos no 2º Batalhão da Polícia Militar. Apenas um apenado continua foragido.
De acordo com Natanael, sua condição física foi o único motivo para sua recaptura. Durante dois dias, ele ficou escondido em um matagal próximo à região do hospital, até que foi reconhecido e denunciado devido às imagens divulgadas pela TV Paraíba. "Estava comendo capim porque não tinha o que comer. Foram dois dias para chegar ali porque eu estava me arrastando, se estivesse andando em pé não estava mais aqui não", afirmou o preso.
Na terça-feira (28), o primeiro detento recapturado, Daniel Batista de Lima, foi encontrado em uma praça, no bairro do São José. De acordo com com o Comando de Policiamento Regional 1 (CPR1), ele foi reconhecido após a divulgação dos vídeos que mostram a fuga dos presos e a polícia conseguiu fazer a prisão.
Em entrevista à TV Paraíba, o detento confirmou a versão que já tinha sido divulgada pela polícia. Os presos aproveitaram que os policiais estavam dormindo e usaram o suporte do soro para pegar as chaves, abriram as portas e saíram. Na fuga, um dos detentos teria furtado a arma de um dos policiais e os três saíram andando. Apenas o fugitivo que levou a arma continua desaparecido.
Policiais presos
Os policiais militares que vigiavam os presos foram detidos e devem responder a processo penal nas justiças comum e militar. De acordo com o delegado Iasley Almeida, da Polícia Civil, um dos policiais teria explicado que dormiu pois estava com dor de cabeça e havia tomado um remédio. “Colhemos depoimentos e iremos verificar qual o tipo de facilitação que foi desempenhada por estes policiais”, disse Iasley.

A polícia continua à procura dos terceiro detento e pede que a população colabore denunciando caso identifique a localização do fugitivo através do 190.
fonte: G1PB
Como é que não fizeram buscas nas primeiras horas no matagal ao redor do Hospital do Trauma? Aonde um bandido com pinos na perna iria se precisa de médicos? Será que houve uma segunda facilitação?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.