quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Veja a diferença entre Paraíba e Santa Catarina; Polícia prende jovem 39 minutos após publicação de foto com arma.

Jovem de Camboriú posta foto com arma no Facebook e é preso Polícia Militar/Divulgação
Enquanto que na Paraíba atender ocorrência na madrugada 40 minutos é satisfatório, em Santa Catarina Camboriú, polícia faz operação após saber que um jovem publicou uma foto com arma e em 39 minutos encontra a casa do mesmo e dá voz de prisão.
A conectividade, que tem sido aliada da segurança em Camboriú, ocasionou a prisão de um jovem na última quarta-feira. O rapaz de 21 anos foi preso após postar uma foto no facebook ostentando uma arma calibre 38. A foto foi vista por um policial, virou assunto por meio de um aplicativo usado por policiais e em 39 minutos o jovem acabou preso por porte ilegal de arma.
De acordo com o comando da Polícia Militar em Camboriú um policial civil viu a foto postada no perfil de Geison Marlon de Oliveira Palhano, 21 anos. Em seguida, às 17h06, avisou outros policiais por meio de um grupo criado no WhatsApp, um aplicado de mensagens instantâneas para smartphones.
A PM então mandou a informação para o setor de inteligência. Policiais à paisana localizaram a casa do jovem, no Bairro Monte Alegre, e armaram uma campana.
Ele foi avistado e abordado na Rua Monte Castelo às 17h45, trinta e nove minutos após a foto ser divulgada entre os policiais. Geison estava com o revólver calibre 38 que aparece na foto e usava as mesmas roupas da imagem, segundo a PM.
Palhano foi levado para a delegacia do Monte Alegre. Lá a delegada Daniela Oliveira arbitrou dois salários mínimos de fiança pelo porte ilegal e o fez assinar um termo circunstanciado por porte de uma pequena quantidade de maconha e por ter resistido à prisão.
Como a fiança não foi paga, o jovem foi encaminhado na manhã desta quinta-feira para o presídio da Canhanduba. Ele informou à delegada que só iria se manifestar em juízo e nenhum advogado apareceu para vê-lo. Ele já havia sido detido por porte de droga, conforme a polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.