sábado, 8 de fevereiro de 2014

Rolezinho de menores em Santa Rita acaba na apreensão de 35 motos após abordagem da PM


Falta agora criar vergonha e fazer nas demais cidades onde ocorre rachas, manobras perigosas durante a madrugada em praças e na frente de postos de gasolina. Grande parte desses jovens sabem que depois das 22:00hs não existe mais policiais nas ruas realizando rondas ou que os mesmos não atendem as ligações da população. É comum pegarem trechos das Brs que cortam as cidades e apostarem corridas muito das vezes em motos sem placas e adulteradas. 

Pelo menos 35 motocicletas, entre motos e cinquentinhas, foram apreendidas pela Polícia Militar, na noite de ontem, sexta-feira (07), por desobedecerem à legislação de trânsito e também por terem ignorado a abordagem dos policiais.

O episódio foi registrado por voltadas 22h, no município de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa.

Segundo os policiais, o grupo, que mais parecia um comboio, passou em frente ao 7º Batalhão, chamando a atenção e provocando muito barulho. Isso foi o suficiente para chamar a atenção dos policiais, que decidiram seguir os motociclistas para aborda-los.

Ao perceberem a aproximação da polícia, muitos dos suspeitos fugiram, já os que ficaram no local tiveram os veículos apreendidos por estarem em desacordo com o CTB (Código de Transito Brasileiro)

Os veículos apreendidos foram levados para a 6ª DD de Santa Rita. Já os condutores, em sua maioria menores de idade, foram ouvidos e autuados por direção perigosa e desobediência, além de serem liberados apenas após a chegada dos responsáveis


O grupo chamado “Role da Empadinha”, que se reúne semanalmente na frente da Empadinha Barnabé, localizada na praia do Cabo Branco, em João Pessoa. O encontro costuma reunir pessoas dirigindo motos de diversos modelos, e da praia eles partem para vários lugares da Grande João Pessoa.

Nesta sexta, os destinos eram as cidades de Bayeux e de Santa Rita, porém, ao chegar na divisa entre a Capital paraibana e Bayeux, o grupo foi surpreendido pelos policiais.
fonte: Adaptado Portal Correio

4 comentários:

  1. Faltou você mencionar o tratamento que os policiais truculentos deram aos rapazes. Foi uma tortura só. Chutes na cabeça socos e palavrões e disparos com arma de fogo. Sé você é um jornalista procure ouvir os dois lado. Não a noticia.

    ResponderExcluir
  2. Mídia maldita e vendida. Faltou você comentar a sessão de tortura que o bope promoveu com esse rapazes. Você tem que ouvir os dois lado. Faltou com a verdade ai!

    ResponderExcluir
  3. Desculpe por não ser conivente com quem anda fora da lei, mas não sou jornalista, ok!

    ResponderExcluir
  4. O ROLEZINHO

    Dessa vez são sucos, não molotovs. Qual vai ser a desculpa? rs

    A grande mágica dos rolezinhos é mais profunda do que aquilo que tem surgido nos debates das redes sociais. Não se trata de protecionismo à criminalidade, nem de coitadismo de pobre. Se trata de um momento da história onde esses pobres têm celular com câmera e internet.

    Se trata de um presente em que não é só difícil esconder a verdade, mas principalmente é difícil fingir que não viu.

    Como vão dizer que não há classismo?
    Como vão dizer que não há racismo?

    Quem é que vai conseguir plantar mentiras com a máquina midiática quando os fatos estão sambando na cara da sociedade, jogando confete pra cima e batendo com o pandeiro na cara?

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.