segunda-feira, 31 de março de 2014

Bandidos invadem casa de Desembargador e sequestram filho e fogem em carro do primo da Desembargadora Fátima Bezerra.

Assaltantes invadem casa de desembargador Zeca Porto e leva filho Sylvio como refémQuatro homens armados invadiram neste domingo (30) a casa do Desembargador José Ricardo Porto, por volta das 18h, no bairro Altiplano, em João Pessoa. Os bandidos invadiram a residência fortemente armados e pegaram objetos pessoais na residência e fugiram em um veículo pertencente ao vice-prefeito de Bananeiras, Matheus Bezerra que é filho de Adriano Bezerra (primo desembargadora Fátima Bezerra).
Matheus namora com a filha do desembargador José Ricardo Porto.
Os bandidos levaram Sylvio Porto (filho do desembargador) como refém na fuga, que foi encontrado minutos depois em um matagal no Timbó.
No momento da invasão o desembargador José Ricardo Porto estava em sua casa de praia em Jacumã, Litoral Sul da Paraíba.

Com ClickPB

A criminalidade chegou no topo da piramide.

2 comentários:

miguelubeda disse...

O próprio secretário de segurança do Estado da Paraíba coordenou as investigações e foi designado um delegado "especial" para acompanhar o caso.Eu gostaria de saber se fosse um "João ninguém" a vítima se o secretário de segurança ia ter tanta premura e competência em solucionar o caso.É dever constitucional que todos os funcionários públicos nas diferentes administrações tratar de forma igualitária perante a lei a todos os Brasileiros.Este fato mostra uma vez mais a tremenda incompetência das autoridades do Estado e o "coronelismo" que impera neste estado.Esse "coronelismo" não é somente coisa de história ou novela da Globo.Sequer ficou somente nas obras de Ariano Suassuna, é algo real que impede o desenvolvimento do povo Nordestino.Vergonha teria que ter este senhor "doutor" de secretário pela sua atitude.Eu mesmo me neguei a dar "algo para uma cervejinha" para esta corrupta polícia e desta forma fui obrigado a esperar mais de duas horas simplesmente para fazer um BO.

miguelubeda disse...

O próprio secretário de segurança do Estado da Paraíba coordenou as investigações e foi designado um delegado "especial" para acompanhar o caso.Eu gostaria de saber se fosse um "João ninguém" a vítima se o secretário de segurança ia ter tanta premura e competência em solucionar o caso.É dever constitucional que todos os funcionários públicos nas diferentes administrações tratar de forma igualitária perante a lei a todos os Brasileiros.Este fato mostra uma vez mais a tremenda incompetência das autoridades do Estado e o "coronelismo" que impera neste estado.Esse "coronelismo" não é somente coisa de história ou novela da Globo.Sequer ficou somente nas obras de Ariano Suassuna, é algo real que impede o desenvolvimento do povo Nordestino.Vergonha teria que ter este senhor "doutor" de secretário pela sua atitude.Eu mesmo me neguei a dar "algo para uma cervejinha" para esta corrupta polícia e desta forma fui obrigado a esperar mais de duas horas simplesmente para fazer um BO.

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.