terça-feira, 4 de março de 2014

Pastor evangélico é preso acusado de estuprar a filha de dois anos em Campina Grande.

Detalhe: a foto e nome do acusado não
foram repassados pela polícia.

O "pastor" Jonathan Amorim Cincinato da Silva, 24 anos, foi preso neste domingo (02/03), mediante Mandado Judicial acusado de estuprar a própria filha de dois anos de idade. O crime aconteceu no dia 16 de fevereiro, como divulgado  no site de renatodiniz.com.

A solicitação da prisão partiu das delegadas da Infância Alba Tania e Ana Alexandrino, após ser confirmada por perícia técnica a presença de sêmen na região anal da criança.

Segundo Alba Tania, após ser registrado Boletim de Ocorrência no dia 16 de fevereiro, a Policia Civil iniciou investigação a fim de elucidar o fato.

Testemunhas foram ouvidas, e a vítima foi submetida a exame sexológico.

Entenda o caso

No domingo (16/02), às 12h00, a Polícia Militar em Campina Grande foi solicitada para averiguar uma denúncia de que, no bairro Bela Vista, uma bebê de dois anos teria sido violentada pelo pai, a mãe, de 30 anos, precisou sair e deixou a criança com ele que é pastor e tem 24. Quando a mulher foi trocar a fralda da menina, percebeu que o ânus dela estava delatado e com secreção.

Ela chamou a Policia Militar e disse à guarnição comandada por um sargento, que suspeitava de estupro, ou seja, de que o pai teria estuprado a filha. O seu marido negou qualquer tipo de violência contra a criança.

Os policiais militares conduziram os envolvidos até a Central de Polícia, a delegada plantonista solicitou que fosse realizado, junto ao NUMOL, recolhimento de “material” do pai e da filha, depois ele foi liberado.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.