segunda-feira, 10 de março de 2014

Polícia Civil da Paraíba apreende cerca de 100 kg de drogas e prende quatro suspeitos.

Uma ligação anônima para a Delegacia de Repressão a Entorpecentes ( DRE) de João Pessoa foi fundamental para a Polícia Civil da Paraíba prender quatro pessoas e tirar de circulação cerca de 100 kg de drogas, que seriam distribuídos em pontos de vendas de drogas na região metropolitana da Capital paraibana. As ações ocorreram no sábado (8) e domingo (9) e foram batizadas de ‘Operação Sativa’.
Segundo Allan Murilo Terruel, delegado titular da DRE, uma pessoa ligou para a delegacia nesse domingo (9), informando sobre o carregamento de drogas que chegaria em uma casa no bairro Marcos Moura, em Santa Rita. O denunciante deu informações precisas sobre modelo, marca e cor do veículo que faria o transporte da droga.
“Agentes da DRE se espalharam no bairro e começaram a fazer um rastreamento com base nas informações repassadas pela pessoa. Ao avistar o suposto veículo, foi feita a interceptação e encontraram cerca de 50 tabletes de maconha na mala do carro. Na casa, encontramos mais 48 tabletes de maconha prensada. Um casal foi preso”, disse o delegado, informando que um revólver calibre 38 e R$ 5 mil reais foi encontrado.
Ainda de acordo com Terruel, no sábado (8), uma ex-presidiária do Rio Grande do Norte foi presa após desembarcar no Terminal Rodoviário de João Pessoa com 1kg de cocaína. A droga estava sendo levada para a cidade de Bayeux, quando policiais civis fizeram a prisão da jovem e do mototaxista, que transportava a mulher.
“Encontramos com a mulher 1kg de cocaína, que estava parte dentro da calcinha dela e outra em uma bolsa. A mulher disse que a droga veio do Sudeste”, comentou o delegado informaram que os presos serão levados para o Presídio de Santa Rita, Roger e Bom Pastor.
Droga abasterecia tráfico em João Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.