quarta-feira, 19 de março de 2014

Policial Militar natural de Remígio/PB é alvejado com cinco tiros em Campina Grande; Guarnições policiais ficaram sabendo do fato e prenderam acusados em tempo recorde.

O Soldado da Polícia Militar de 27 anos, conhecido por Junior de Deuzinho morador de Remígio, lotado no 9ºBPM (sediado em Cuité), está internado no Hospital de Trauma em Campina Grande após sofrer uma tentativa de assalto na manhã desta quarta-feira (19/03) no bairro Malvinas, em Campina Grande.

Júnior estava de folga e foi deixar duas senhoras no bairro quando se aproximaram dois homens anunciando um assalto.
O PM reagiu e foi alvejado com cinco tiros revólver (três no tórax e dois no abdome).

Tudo ocorreu nas imediações da “Piramidal”.
Um rapaz que pilotava uma moto ouviu os estampidos e percebeu duas pessoas caminhando ao lado do veículo.
Ele se aproximou do carro e viu o condutor agonizando enquando os dois desconhecidos se evadiam.

A polícia foi informada e ficou sabendo que o rapaz ferido era  um militar.
Outras testemunhas deram pistas dos suspeitos.
A guarnição no tenente Feitosa prendeu um acusado que “entregou” o comparsa.

Foram detidos: Anderson Pereira Eloi, 18 anos e Álisson Souza, de 22, moradores das Malvinas.
Com a dupla a polícia encontrou dois revólveres, um pertence ao PM.
(Fotos: Letiene dos Santos)
fonte: RenatoDiniz

De acordo com o major Gilberto, subcomandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, a vítima é soldado da PM lotado no 9º Batalhão, em Cuité, no Curimataú paraibano. Segundo as primeiras informações do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, o policial levou cinco tiros, sendo três no tórax. 
A unidade informou que o policial foi submetido a procedimento cirúrgico para remoção dos projéteis. Segundo a assessoria de comunicação do Trauma, às 15h a cirurgia foi concluída com sucesso e o paciente foi encaminhado para a Sala de Recuperação Pós-Anestésico. Após avaliação médica, ele será submetido a uma tomografia e uma endoscopia, para que os especialistas possam apurar o dano causado. Ainda não há data para a realização dos exames. 
Os dois suspeitos foram levados para o Hospital de Trauma de Campina Grande pela polícia e por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Um foi atingido com dois tiros de raspão na cabeça e outro foi baleado com um tiro no quadril e outro no joelho. Eles não correm risco de morte. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.