quinta-feira, 3 de abril de 2014

Caso Jeconias: Delegado Durval Barros solicita prisão preventiva de acusado e justiça concede. Acusado aguardará julgamento atrás das grades.

O Delegado Durval Barros, titular das Delegacias de Cuité, Nova Floresta e Sossego informou no dia de hoje , 03 de abril, que havia solicitado junto ao judiciário local a permuta da prisão temporária em Preventiva de José Arimatéia Azevedo de Almeida, 45 anos, acusado de planejar e executar a morte do empresário e amigo do mesmo Jeconias Leopoldino, fato ocorrido com um tiro de escopeta .12 no último dia 16 de março no sítio Catolé, na zona rural de Cuité e logo em seguida tentar fugir do país indo para o aeroporto de Natal/RN, onde o Delegado Durval Barros junto com sua equipe prenderam o mesmo.
Após a decisão da Justiça, já concretizada, em transformar a prisão em Preventiva devido o acusado, Arimatéia ter posses financeiras e contatos em países vizinhos para fugir, o mesmo ficará atrás das grades até o dia do julgamento onde o juri popular decidirá quantos anos ficará preso.

2 comentários:

  1. isso mesmo delegado esse cara muito safado,,,,, merecer passa muito anos na cadeira para pensar oque fez com jeconias e com a família dele mesmo um cara sem moral,,,, merecer morrer safado

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao delegado Durval e sua equipe pelo o excelente trabalho.Por manter esse marginal sem conduta que oferece risco a sociedade preso é porque a lei do país não ajuda,era pra esse maldito nunca mais ser solto esse covarde...

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.