terça-feira, 22 de abril de 2014

Gestante tem atendimento negado em Cuité/PB e é transferida de ambulância em Barra de Santa Rosa. Criança não resiste a demora e morre na estrada para Campina Grande/PB



A Obstetra do ISEA, Drª Claudia Bianka fez um desabafo em sua rede social sobre a negligencia no atendimento na saúde de Cuité, segundo a obstetra, ninguém no hospital municipal de Cuité atendeu uma grávida em trabalho de parto e encaminharam direto para Campina Grande, infelizmente chegando a óbito o bebê pela falta de atendimento a mãe a tempo de ter ser filho com vida. 

CONFIRA A DENUNCIA FEITA PELA DRª CLAUDIA

Então vamos lá...para quem ainda quer falar mal do ISEA...

Hoje por volta das 10:00h uma paciente que mora na cidade de Cuité na Paraíba, grávida com 36 semanas apresentou uma dor na barriga, chamou a mãe que achou que fosse por causa do tempo de gestação, saiu do quarto da filha e pouco depois escutou a filha gritando e quando chegou a moça estava sangrando, sangue correndo pelas pernas...chamou o SAMU e foram levadas para o Hospital da cidade...NINGUÉM no Hospital sequer saiu para ver a paciente e mandaram que a trouxessem para Campina Grande...
Só para constar, sangramento abundante nesta fase da gestação com dor, fala a favor de DPP (Descolamento Prematuro de Placenta) que qualquer estudante de medicina sabe que é uma URGÊNCIA OBSTÉTRICA...
Só para constar, a distância entre Cuité e Campina Grande é de 114km...
Como a paciente NÃO FOI ATENDIDA em Cuité o SAMU se dirigiu a Campina Grande, porém parou em outra cidade chamada Barra de Santa Rosa para trocar de ambulância porque precisavam da primeira ambulância para uma ocorrência...mais tempo perdido...e olha, qualquer minuto em um DPP pode significar mais área de placenta descolada e mais risco de morte do bebê...mas isso qualquer estudante de medicina também já sabe...
Depois de trocarem de ambulância finalmente resolveram seguir para Campina Grande mais precisamente para o ISEA...
Quando a paciente chegou ao ISEA às 13:00h foi IMEDIATAMENTE conduzida para a emergência (triagem) onde, pasmem...NÃO FOI ESCUTADO BATIMENTO DO BEBÊ...a paciente então foi conduzida IMEDIATAMENTE ao centro cirúrgico para ser submetida a uma cesariana de URGÊNCIA...o bebê infelizmente estava MORTO...placenta estava em mais de 60% de sua área descolada, mas felizmente o útero contraiu adequadamente (não fez o que chamamos de útero de Couvelaire)...
O óbito do bebê havia ocorrido recentemente, a pediatra nada pode fazer...
Demoraram em torno de 3 (TRÊS) horas para transportar uma paciente por 114km...a diferença entre a falta de atendimento na hora adequada significou à paciente ter seu filho vivo ou morto, neste caso, morto...
Mas aí, é capaz de dizerem que a culpa deste óbito foi do ISEA...é capaz de nem levarem em consideração que a paciente passou pela porta de um Hospital e sequer foi avaliada...é capaz de dizerem que nós demoramos a operá-la...é capaz de dizerem que nós do ISEA nada fizemos...
Fui eu quem tive que conversar com a mãe da paciente...fui eu quem disse a ela que a neta estava morta...e foi ela quem me contou todo o calvário entre o surgimento do sangramento e a chegada ao ISEA...fui eu quem teve que conversar com a paciente e dizer a ela que seu filho estava morto...fui eu quem se sentiu impotente e incapaz de ajudar...
Não sei porque cargas d'água não atenderam a paciente em Cuité, muito menos sei o que poderia justificar a troca de uma ambulância para outra ocorrência quando o que se passava lá dentro era uma EMERGÊNCIA OBSTÉTRICA...não sei o que se passa na cabeça das pessoas que poderiam ter feito diferente e NADA fizeram...o que eu sei é que se essa mulher tivesse sido atendida a contento ela poderia agora estar com sua filha viva...o que eu sei é que essas coisas a mídia não divulga, mas quando é para pegarem aleatoriamente os óbitos que acontecem em uma Maternidade que atende gestantes de Alto Risco, que atende mais de 100 municípios ao redor de Campina Grande, que atende gestantes que não têm atendimento adequado por despreparo ou omissão, que atende gestantes que em outros lugares lhes é negado atendimento...que atende gestantes...aí é fácil condenar...
Números aleatórios, nada significam...
Hoje, a diferença para esta mulher foi não ter tido em seu Município o atendimento que com certeza receberia no ISEA...
Boa noite a todos...eu vou poder colocar a cabeça no travesseiro e dormir tranquila porque sei que onde trabalho procuramos fazer o melhor por cada mulher que ali chega.

Um comentário:

  1. Não, aos sábados cuité se torna uma cidade que todos gostaria de morar mas, só aos sábados que os defensores vão a radio para falarem da cidade senhora p...

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.