terça-feira, 20 de maio de 2014

Escrivão é advertido pelo Ministério Público após tomarem conhecimento que estava realizando funções do Delegado.

Ministério Público da cidade de Areia - PB advertiu no último dia 16 de maio, o Escrivão de Polícia Civil para que se abstenha de praticar qualquer ato inerente as funções de Delegado de Polícia, conforme preceitua a legislação em vigor.
Esse é mais um fato que atesta a precária situação em que se encontra a Polícia Civil da Paraíba, e, incontestavelmente, demonstra quem tem levado a instituição "nas costas", mesmo sem nenhum reconhecimento, com o pior salário inicial e final de todas as Polícias Civis do Brasil!
O ato do Escrivão de realizar serviços pertinentes apenas ao Delegado de Polícia pode lhe render um processo em curso no Art328 - Usurpar o exercício de função pública: Pena - detenção, de três meses a dois anos, e multa
fonte: ASPOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.