segunda-feira, 21 de julho de 2014

Bandidos invade casa de PM na zona rural de Lagoa Seca/PB para executá-lo e se dão mal.

Cinco bandidos invadiram a residência de um policial militar residente no distrito do Alvinho, zona Rural de Lagoa Seca. Após renderem os adultos os bandidos tentaram arrombar o quarto do policial que acabou reagindo ao suposto assalto que mais era uma execução. Na troca de tiros familiares do policial ficaram feridos e os bandidos evadiram da residência. Enquanto o policial era socorrido por familiares para o hospital do Trauma o mesmo acionou o reforço que realizaram rondas na zona rural, participando dessa operação Força Tática, Rotan, Rádio Patrulha que conseguiram localizar os bandidos e neutraliza-los.
Dentre os bandidos estavam:




1- "TIAGUINHO" = já respondia por dois homicídios e era da quadrilha do "IRMÃO ANDRÉ"
2- "FERRUGEM" = liderava os arrastões na cidade Lagoa Seca e Campina Grande
3- "JUBILEU" = envolvido na morte do menor que estava com o pai na cidade de Lagoa Seca
4- "MATEUS" = já respondia por homicídio e ainda...também roubava motos ( A MULHER DE MATEUS LEVAVA OS MOTOTAXISTAS PARA O "CHEIRO DO QUEIJO )
5- "NETO" = já caiu por porte de arma....participava também de arrastões
Com essas baixas esperamos que os assaltos as residências na zona rural de Lagoa Seca reduza por um tempo.

4 comentários:

  1. merecia 2 meses de folga cada pms q meteu balas nesses bandidos...vão roubar no inferno agr

    ResponderExcluir
  2. agora sim sao sinco badido bom

    ResponderExcluir
  3. essa deveria ser a resposta a cada um que atentar contra vida de um policial, atirou na policia a tropa é para caça-los como moscas.

    ResponderExcluir
  4. parabéns a nossa polícia e agilidade com q terminou o desfecho dessa operação, se a polícia agisse dessa forma , ficaria bem poucos bandidos a fazer mal o próximo.

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.