quinta-feira, 3 de julho de 2014

Polícia Civil com apoio do Núcleo de Homicídios de Esperança prende grupo de extermínio que agia em Areial, Pocinhos, Puxinanã e Montadas



Cinco pessoas foram presas suspeitas de participação em homicídios no agreste da Paraíba. As prisões foram feitas pela Polícia Civil por meio da 'Carta Anônima' nos municípios de Puxinanã, Areial, Montadas e Pocinhos locais onde várias pessoas foram mortas e os nomes constavam na lista de uma carta enviada ao delegado Damião Marçal.

Conforme o delegado, o líder do bando foi identificado, mas ainda está foragido. O delegado disse que esse homem era quem fornecia as armas para a prática do crime sob encomenda naquela região.

A polícia chegou até o bando através de uma carta enviada no final de 2013 com diversos nomes de pessoas que tinham sido mortas e outras que estavam marcadas para morrer e depois de meses de investigação foi descoberto onde os assassinos estavam agindo.

Trinta policiais civis estiveram trabalhando nesta operação para cumprir seis mandados de prisão por homicídio. Os homens detidos foram levados para a delegacia da cidade de Pocinhos, onde prestaram depoimentos e de acordo com o delegado, eles serão encaminhados para a cadeia do município, onde ficarão presos à disposição da justiça.
fonte: Marcio Rangel


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.