sexta-feira, 1 de agosto de 2014

A única sentença verdadeira é das cadeias. Acusado de estuprar enteada de 3 anos é encontrado morto no presídio do Serrotão em Campina Grande/PB

Uma menina de três anos, que está internada no Trauma vítima de espancamento e estupro, já havia sido violentada outras vezes, garante o médico Geraldo Medeiros, diretor do Hospital.
A criança está com marcas de agressão no corpo e lesões nas partes íntimas.
“Existem lesões recentes no reto da menina e lesões na vagina de abuso sexual praticado acerca de 20 dias. Exames comprovaram isto”.
O acusado das agressões e do estupro é o padrasto dela, Adriano Sabino da Silva, 22 anos, que foi preso pela polícia civil.



COMO FOI
O crime ocorreu no último dia 30 de julho, no Jardim Europa, zona leste de Campina Grande.
As marcas do espancamento estavam espalhadas pelo corpo.
A menina foi levada ao Hospital de Trauma exames no NUMOL comprovam a violência sexual.
A mãe contou que havia saído de casa para deixar os dois outros filhos na escola.
Quando voltou percebeu que a criança havia sido agredida.
Ela então questionou o padrasto que confirmou ter batido na menor.
Adriano foi levado a central de polícia e ouvido na delegacia da Infância e Juventude.
A mulher disse que vive com ele há apenas um mês e confirmou que o acusado é usuário de drogas.
Ainda de acordo com a mãe da menina, Adriano já chegou a bater em outro filho dela.
fonte: RenatoDiniz

Adriano foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira, 01 de agosto. Estuprador são os únicos que são executados quando adentram na cadeia, isso porque os demais presos não suportam o convívio com seres capazes de tirar a inocência de uma criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.