quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Homem agride companheira em Remígio/PB com várias facadas, livra-se do flagrante e presta depoimento.

Na noite desta terça-feira, 16 de dezembro, o sr. Marcondes Ferreira Farias, mais conhecido por Tacaca - 19 anos, desferiu golpes de faca peixeira em sua companheira grávida de 3 a 4 meses, tudo isso por volta das 19hs na localidade conhecida pela Vila do Presídio, saída de Remígio com destino a Arara.

A guarnição da Rádio Patrulha se dirigiu até a localidade após receber ligação do 190 informando do caso e ao chegar na localidade populares informaram que o acusado havia fugido por dentro do matagal, em seguida acionaram o SAMU que socorreu a vítima com destino a cidade de Campina Grande, mais até o fechamento dessa matéria ninguém soube informar o destino da mulher.

Por volta das 10:00hs desta quarta-feira, 17, após 15 horas dentro do matagal Marcondes apareceu no prédio do Fórum de Remígio se apresentando como sendo o acusado de ter cometido as facadas contra sua companheira, usando ainda a blusa melada de sangue da própria vítima.

Funcionários do Fórum acionaram a Rádio Patrulha que conduziu o acusado até a presença do Delegado plantonista para tomar as medidas cabíveis. Diante da apresentação espontânea e como nenhum órgão policial estava atrás do acusado foi dado o direito a Marcondes de prestar o seu depoimento e aguardar em liberdade decisão da justiça sobre o caso. Não foi encontrado nenhuma a arma do crime, nenhuma vítima ou familiar da mesma.

"Em seu depoimento o acusado disse que atingiu com apenas um golpe de faca e que ainda tentou leva-la para o hospital, mas a vítima não o quis a ajuda do acusado, fugindo em seguida para dentro do mato com medo de ser preso."

A dona de casa Luzia Delfino dos Santos, 19 anos, está internada no Hospital de Trauma em Campina Grande.
Ela caminhava numa calçada quando foi atingida com pelo menos cinco golpes de faca.
O motivo do crime teria sido a recusa de Luzia em reatar o relacionamento com Marcone.

fonte: SetimaRegional

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.