segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Homens atentam contra vida de PM na Paraíba. Acusados dispararam contra viatura e sargento que estava em destacamento.







Nas primeiras horas da manhã deste domingo,11 de janeiro, dois homens em uma moto vermelha passaram de frente ao destacamento da Polícia Militar de Algodão de Jandaíra e efetuaram dois disparos de arma de fogo contra a viatura modelo Ranger que se encontrava na frente do prédio. Ao escutar o barulho o Sargento F. Silva olhou pela janela e neste momento foi disparado mais um tiro em sua direção, em seguida os meliantes empreenderam fuga em alta velocidade com destino a Barra de Santa Rosa.
Rapidamente foi solicitado apoio de outras guarnições que ajudaram a interceptar os acusados na BR-230, entre Algodão de Jandaíra e Barra de Santa Rosa.

Ao revistar os homens não foram encontrados a arma utilizada, mas ambos foram reconhecidos como os que estavam em um bar durante a noite do sábado e haviam sofrido revista pessoal, os quais na ocasião informaram que aquela situação não ficaria daquele jeito. Ainda segundo levantamento feito pela PM os dois homens teriam saído de Algodão de Jandaíra por volta das 01:00hs da manhã e trocado de veículo na cidade de Remígio, retornando apenas os dois para Algodão de Jandaíra sem o restante dos amigos, onde acabaram por atentar contra a vida do Sargento, além de danificar Patrimônio Público.

Ambos os acusados estavam com passagem comprada para o Estado de São Paulo e estavam na casa de familiares na cidade de Barra de Santa Rosa desde a véspera do Natal.

Um dos acusados já cumpriu pena em São Paulo em duas ocasiões diferentes.

Ambos os acusados se negaram a falar, deixando para dá a versão dos fatos apenas na presença do Juiz.

Durante a Perícia foi encontrado um projétil próximo ao banco traseiro e um segundo alojado no banco do carona. 

fonte: Tábua de Notícias / SetimaRegional

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.