quarta-feira, 3 de junho de 2015

Perfil Fake, "Remígio Muido" faz acusações graves e infundadas na cidade.

Cidadãos de Remígio tem criado perfis falsos todos os dias para caluniar e difamar desafetos, além de denegrir os serviços realizados por Policiais e Conselheiros Tutelares.

A última denuncia infundada ocorreu nas últimas horas realizado pelo perfil Fake, Remígio Muído, onde o seu administrador acusou sem provar de que o proprietário de uma casa localizado na zona rural estaria aliciando menores de idade para realizar orgias e utilizarem drogas, vindo a publicar fotos de dois cidadãos, "sem apresentar provas", além de dizer que a polícia NUNCA foi na residência, além de dizer que devido a estas festividades veio a óbito o popular Rafael.

Diante das mentiras sem provas, informamos que sobre o caso da morte de Rafael, já foi ouvido o dono da casa e algumas testemunhas que estavam na mesma festa, e até o momento não foi obtido nenhuma prova da participação de alguém morte. Até o momento não foi encontrado nenhum envolvimento de adolescente ou menor de 18 anos na residência. Não foi comprovado ou encontrado drogas na casa. A polícia Civil, um Delegado e um Agente, estiveram na localidade e após conversar com inúmeros vizinhos os mesmos relataram que na residência o único problema são as festas realizados regado a muita cachaça e som alto, onde os que ali visitam são homossexuais, de ambos os sexos, além de rapazes jovens.

Logo vemos que o fake, Remígio Muído, que não traz provas de nada, vem a público denegrir o serviço da Polícia Civil, Conselho Tutelar, além de incitar apologia contra homossexuais através do anonimato, que no Brasil é crime.

art. 5º da Constituição Federal.

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato; 

Caso o senhor Remígio Muído juntamente com seus seguidores que comentaram informando que o mesmo sabe de tudo de Remígio, acreditam que seja verdade o que o mesmo dizem, convido a fazerem denuncias pelo disque 100 e 197(Disque Denuncia) e repassem informações verdadeiras além de fofocas via redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.