terça-feira, 2 de junho de 2015

Preso mentor da orgia em Remígio com criança de 8 anos. Acusado estava escondido em São Paulo.

Acabamos de ser informado de que João Rafael Marques, o responsável pela orgia com uma criança de 08 anos, fato ocorrido em 2013 na cidade de Remígio, foi preso na cidade de Guarulhos-SP.

Desde a data do fato Rafael havia sido ouvido na delegacia da cidade e em seguida fugido inicialmente para cidade de Campina Grande e quando tomou conhecimento de que havia  mandado contra a sua pessoa, fugiu para o estado de São Paulo.

Na manhã desta terça-feira policiais de Guarulhos detiveram João Rafael após confrontar o mesmo com uma matéria do SetimaRegional, que constava que o mesmo era foragido da justiça de Remígio, após entrarem em contato com o Cartório do Forum de Remígio os mesmos tiveram acesso a cópia do mandado de Prisão. Com isto Rafael ficará detido em uma das cadeias de São Paulo a disposição da justiça.


Na época do crime, João Rafael gravou vídeo em que uma criança de oito anos era colocada para praticar atos sexuais com ele e outros adolescentes, e replicou esse vídeo para outros celulares, vindo acabar com a paz da família do menino.

Reveja a Matéria.

Na última terça-feira, 26 de fevereiro veio a tona um caso macabro de Pedofilia que ocorria na cidade de Remígio, após o vazamento de um vídeo de celular gravado por Rafael e distribuído via Bluetooth. No vídeo um garoto de 8 anos era submetido a realizar sexo oral no órgão genital de outro adolescente.
Após a polícia Civil tomar conhecimento dos fatos e ouvir as pessoas envolvidas. O principal suspeito era Rafael que após ser ouvido na presença de seu advogado e ser liberado devido a falta de um mandado de Prisão recebeu conselhos de seu advogado para sair da cidade o quanto antes. Na mesma terça-feira durante a noite Rafael partiu de Remígio com destino ignorado, após a Juíza da cidade tomar conhecimento de que os acusados estavam fugindo expediu os mandados de Prisão na quinta-feira, 28/02.

Rafael segundo as ouvidas colhidas era responsável por filmar, realizar atos sexuais com crianças e adolescentes, além destas serem obrigadas por ele a fazer nele também.
Após o Delegado Lamartine Lacerda informando para o advogado do acusado da existência do Mandado e pedindo que o mesmo trouxesse o seu cliente de volta para cidade de Remígio e após 96 horas o mesmo não compareceu.
Rafael é considerado foragido da justiça e algo que ele antes negava agora assume a sua culpa com este ato.
Ele possui uma tatuagem com o nome Rafael no Antebraço direito

_*_*_*_*_*_*_*_*_*_
OPERAÇÃO EM SÃO PAULO - Operação da Polícia Civil, realizada pela seccional de Santos, em seis cidades da região, resultou na prisão de 92 pessoas na terça-feira (2). A ação contou com 150 policiais que cumpriram mandados em Santos, São Vicente, Cubatão, Guarujá, Praia Grande e Bertioga.

Entre os presos, João Rafael Marques, de 20 anos, acusado de ter cometido um estupro na cidade de Remígio, na Paraíba, em fevereiro deste ano. O jovem foi encontrado na casa que estava morando, em Morrinhos, no Guarujá. Ele é acusado pelo crime de estupro após um vídeo, com uma criança de 8 anos, gravado em seu celular, vazar na internet.

O acusado não esboçou reação ao ser detido e foi encaminhado à cadeia do 1° Distrito Policial (DP) de Guarujá. Ele aguarda a tranferência para a cidade de origem, onde já tem prisão preventiva decretada.

Ainda durante a operação, foram apreendidos R$ 17 mil em dinheiro, 94 máquinas caça-níqueis, 10 carros, quase 4 Kg de drogas, entre maconha, cocaína e crack, além de 16,8 Kg de café em grãos.

3 comentários:

  1. Cadeia nesse safado,merece ficar preso pelo resto da vida..esse safado..

    ResponderExcluir
  2. Eu era amigo dele andava lado a lado, mas perante, se eu soubesse dessa fita antes, pode ser melhor amigo, ele ia pagar essa fita aqui na quebra, mo vacilo isso man

    ResponderExcluir
  3. Nossa que terror, mas como estamos no Brasil que é um pais sem leis, estará solto novamente!

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.