quarta-feira, 29 de julho de 2015

Agente da Civil mata Escrivão no Pernambuco

Escrivão da Polícia Civil, Luciano José Gonçalves Bezerra, de 37 anos

No pacato município de Triunfo, o plantonista da Delegacia de Polícia registrou uma ocorrência no mínimo inusitada e que está gerando bastante repercussão na sociedade local: o crime de homicídio que vitimou o escrivão da Polícia Civil, Luciano José Gonçalves Bezerra, 37 anos, lotado em Flores. O delito cometido pelo colega de trabalho,o  agente Phares Roberto da Silva, nas dependências de um bar localizado na região central da cidade.

Segundo o proprietário do estabelecimento e demais frequentadores que aproveitavam a noitada de domingo, ambos bebiam sentados na mesa do movimentado recinto, considerado um dos "points" no município. Os dois estavam acompanhados por outros componentes de uma unidade móvel policial vinda da Delegacia Regional de Serra Talhada como reforço da segurança na 57 ª Festa dos Estudantes Triunfenses - FET, na tentativa de reduzir os índices negativos do programa "Pacto Pela Vida".

Logo após disparar a pistola, o acusado abordou um moto taxista  que passava nas imediações e fugiu com destino ignorado. Em seguida, o veículo foi recuperado nas proximidades da Ponte do Bobôs, área urbana que divisa os sítios Pará e Timbaúba.O reduzido efetivo da Polícia Militar e Polícia Civil deslocou-se de imediato , reforçado por equipe do Gati para o procedimento de praxe. O trecho do acontecido foi interditado e testemunhas relacionadas às investigações, enquanto chegavam peritos do Instituto de Criminalista ( I.C.) de Salgueiro.  O corpo foi levado para ser necropsiado no Instituto de Medicina Lega ( I.M.L.) de Caruaru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.