quinta-feira, 9 de julho de 2015

Operação Malhas da Lei em Sumê/PB cumpre mandados de prisão e o SetimaRegional acompanhou com exclusividade.






Nesta quinta-feira por volta das 5:40hs (09) pela madrugada, foi desencadeada em Sumé no Cariri Paraibano a operação “Malhas da Lei”. A operação teve a frente o Delegado da cidade de Sumê e contou com o apoio de todos os policiais Civis da 14ªAISP-Monteiro, Agentes de Investigações da cidade de Barra de Santa Rosa, 13ªAISP Picuí, e Agentes da cidade de Soledade, Remígio sob o comando do Delegado Gilson de Jesus Teles representando a 12ªAISP- Esperança. Ainda participaram da Operação policiais militares do 11º BPM e Bombeiros
O objetivo da operação  foi cumprir mandatos de prisão  e de buscas e apreensão expedidos pela comarca de Sumé, no bairro Alto Alegre, precisamente na Vila Zé Dário e na rua Paulo Braz. A operação contou com 12 Delegados de Polícia, 50 Agentes de Investigação,40 Policiais Militares e 26 viaturas policiais.
A operação visa ainda combater  os crimes de tráfico de drogas e armas, e grupos envolvidos em homicídios. Algumas pessoas que estão sendo investigadas podem estar envolvidas na morte do traficante assassinado na vila Zé Dário, Ítalo da Silva Oliveira de 24 anos, que foi assassinado no último dia 10 de junho.
A justiça decretou mandado de Prisão contra alguns alvos e mandados de busca e apreensão em diversas casas na vila em busca de drogas e armas de fogo. Durante a abordagem um do presso tentou fugir da polícia pelo telhado, mas o mesmo não contava com o grande número de policiais que cercavam a vila.
Foram presas duas pessoas, armas e drogas, além de veículos
 para averiguação.
Segundo o Delegado João Joaldo , atual Gerente Seccional de Monteiro o saldo foi positivo e tudo saiu dentro do planejado.
Em breve será concedido entrevista coletiva.

www.setimaregional.com.br direto do local

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.