quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Audiência Pública sobre Segurança em Remígio contou com alguns moradores, enquanto isso a zona rural foi atacada por bandidos

Na noite desta quarta-feira, 21 de outubro, foi realizado em Remígio uma Audiência Pública na Câmara de Vereadores, onde diversas autoridades policiais, Civis, Militares, representantes do Ministério Público e da Justiça Estadual foram convidados, vindo a comparecer o Delegado da Comarca de Remígio, Dr. Gilson de Jesus Teles e o Delegado Coordenador da 10ª Regional de Polícia Civil de Campina Grande, Dr. Kelsen de Vasconcelos.

No entanto além dos membros da Câmara de Vereadores compareceram ao local APENAS 27 cidadãos de Remígio, dentre eles APENAS dois comerciantes.

Com isso percebesse que a sociedade remigense não se fez presente para realizar cobranças no policiamento na cidade e oferecer propostas para beneficiar a sociedade como um todo.




Ao mesmo tempo, entre 18hs e 21hs, bandidos agiam no Assentamento Lagoa do Jogo, entre Remígio e Arara, onde uma família teve que sair de sua residência para ir ao hospital e ao chegar pela manhã encontraram as duas casas da família arrombada e com tudo revirado, até o fechamento dessa matéria sem nenhum caso conduzido.

Já nos sítios Mata de Galinha e Lajedo do Teteu, três bandidos realizaram um arrastão em três residências, roubando dinheiro, jóias, celulares e amarrando membros das famílias. Na última casa levaram também as carnes que estavam no congelador, refrigerante e cervejas. Antes de saírem da residência os bandidos sentaram a mesa da cozinha e comeram a janta dos moradores ao mesmo tempo que apontavam armas para um senhor, Patriarca da família, de 79 anos, debochando do mesmo.

Algumas vítimas acreditam que o roubo foi encomendado porque os bandidos sabiam como era a personalidade de alguns moradores que o tempo todo foram coagidos com informações conhecidas apenas por pessoas próximas.

Um comentário:

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.