quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Morre o primeiro bebê com microcefalia na Paraíba proveniente da Zika

Um bebê nascido com microcefalia morreu horas depois do parto em Campina Grande, segundo informações de Antonio Henriques, diretor do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), divulgadas nesta quarta-feira (18). O diretor explicou ainda que a morte do recém-nascido aconteceu por complicações em decorrência de agravantes da microcefalia, no sábado (14).
Ainda nesta quarta-feira, o diretor do Isea disse ter conhecimento de mais um caso de microcefalia em Campina Grande. Segundo ele, a doença foi encontrada em exames feitos em uma grávida de 33 semanas.
Exames feitos com  o líquido amniótico de dois bebês com microcefalia em Campina Grande confirmaram que houve infecção por Zika vírus durante a gestação, segundo informações divulgadas na terça-feira (17) pela Secretaria de Saúde da cidade.
Os testes, solicitados pela médica Adriana Melo, da maternidade do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), foram feitos no Laboratório da Fiocruz, do Rio de Janeiro.
O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado nesta terça-feira, apontava que, até aquele dia, na Paraíba, 21 casos de microcefalia tinham sido notificados. 
Gestante diagnósticada com Zilka

Uma grávida que teve Zika durante a gravidez e há indícios de que a criança vai nascer com microcefalia, Jéssika Eduardo, contou à TV Paraíba que o pré-natal seguia tranquilo até a 18ª semana, quando ela ficou doente. “Inicialmente eu não sabia que era Zika porque no início achei que era uma intoxicação. Ai no outro dia quando fui na médica que já estava com o vermelhidão, coceira e dor de cabeça, e já tava começando o inchaço, ela falou que era Zika”, explicou ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.