sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Executado em Picuí/PB um dos lideres que aterrorizava o bairro Limeira - "André de Zila"

André de Zila
era ex-presidiário
Na tarde desta quinta-feira (24), o ex-presidiário Carlos André mas conhecido na cidade por ‘André de Zila’, residente no bairro Limeira, foi alvejado com vários disparos de arma de fogo, fato que aconteceu no matadouro público, localizado no bairro Cenecista em Picuí.  



A vítima foi socorrida em estado grave para o Hospital Regional Felipe Tiago Gomes e de acordo com informações policiais, o mesmo não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Segundo informações André estava atrás dos que mataram seu irmão algumas semanas atrás e diziam que até com uma espingarda estaria usando para acertar as contas com quem tinha matado seu irmão Marcelinho, era questão de tempo para alguém ser morto em Picuí.


Em contato com o cabo Auricélio, oficial de plantão, a guarnição policial está em diligencia tentando prender os, ou o envolvido neste assassinato, que fugiu, ou fugiram após o ocorrido.

Francisco Araújo


André de Zila era um dos cabeças do crime que comandava o Limeira levando o terror aquela localidade, deixando "PARTE" da população apavorada.

Em 2011, André deu trabalho para a polícia Civil e Militar que tiveram que fazer uma mega operação para tentar prendê-lo, tendo que PARTE da população ajudar permitindo que a polícia adentrasse casa por casa para cumprir o mandado de prisão contra ele.

O trecho em azul é em homenagem aos internautas que informaram que André de Zila era uma boa pessoa, mas não quiseram se identificar, preferiram ficar no anonimato.

Reveja a Matéria:

"Operação Esperança" em Picuí/PB


Na madrugada deste sábado,17/09/11, por volta das 03:00hs, policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Picuí, sob a coordenação do Delegado Regional Dr. João Joaldo Ferreira, juntamente com policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar de Picuí, no momento sediado em Cuité-PB, sob o comando do Major Galvão, desencadearam uma operação conjunta e integrada denominada “Operação ESPERANÇA” objetivando cumprir mandados de prisão e busca e apreensão em residências do Bairro Cenecista e Limeira, nesta cidade de Picuí-PB. Participaram da operação os Delegados de Polícia Dr. José Edson Vasconcelos, titular da delegacia de Picuí e Dr. Durval Barros, titular da delegacia de Barra de Santa Rosa, além do Capitão PM ANDRADE.A operação teve a participação de 26 policiais, 10 civis e 16 militares, além 10 viaturas. Foram apreendidos na residência do popular SAULO DAMAZEU ALVES, de 40 anos de idade, 26 pedras de crack e 15 papelotes de maconha, além de uma motocicleta YBR, de cor: Vinho. Saulo é apontado como o “braço direito” do traficante RICARDO do Cenecista que evadiu-se da cidade a poucos dias após ter trocado tiro com André de Zila. Foi cumprido mandado de prisão de CARLOS ANDRÉ, mais conhecido por ANDRÉ DE ZILA, que além de quebrar o albergue por ter entrado com maconha para dentro da cadeia local, não mais se apresentou e começou a aterrorizar o Limeira, traficando e andando livremente com armas pelo bairro, durante a noite disparava tiros a esmo para o alto querendo intimidar a população, nos últimos dias alvejou Ricardo do Cenecista no rosto e outro rapaz, Josenildo da Silva, natural de Caicó/RN na altura do abdômen, o qual ao perceber a chegada da polícia correu pelo morro que dá acesso ao açude vindo a nadar até o outro lado achando que os únicos policiais que estavam em seu encalço haviam ficado para trás, após atravessar, nas proximidades das cruzes percebeu que estava cercado por mais policiais e escondeu dentro de uma das casas a beira da pista, neste momento a polícia com a ajuda da população revistou casa por casa até conseguir localizar o mesmo que tentou ainda revidar com agressões pra cima dos policiais mais foi contido.

12 comentários:

  1. Bom dia caro autor! O parabenizo pelo trabalho de querer passar informações à população picuiense e demais cidades próximas. Quero apenas salientar que uma pessoa que escreve textos como este, deve ser o mais imparcial possível, escolhendo bem suas palavras e termos, para que não ofenda a memória nem a família dos "personagens" envolvidos em cada relato aqui apresentado. Pois, mesmo que esse rapaz tenha cometido grandes erros, seus familiares devem ser poupados de situações como estas, principalmente uma mãe que enterra o segundo filho em menos de dois meses. E claro, o autor deve ter a sutileza e educação de qualquer escritor público, sabendo que pode responder juridicamente por suas palavras (pois, não sei se o caro autor tem conhecimento, que tanto na esfera civil quanto na penal, há disposições sobre os crimes de calúnia, injuria e difamação e suas respectivas responsabilidades. Não vou descrever o que seria cada uma delas, mas se o texto for novamente analisado o autor poderá perceber que pelo menos em uma categoria, certas frases se encaixam). Quero deixar claro que não estou defendendo nem criticando ninguém, mas apenas, como uma boa leitora e ser pensante, estou deixando minha minha opinião à respeito do texto, que deve ser de cunho informativo e não difamatório. Sou moradora do bairro Limeira e por isso posso falar que o rapaz não é o responsável pelo caus que está assolando a localização, pois muito antes de ele sair do carcere, nós moradores, já estávamos sofrendo com outros crimes e outros personagens bem mais perigosos do que o "André de Zila".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ta babando o ovo do bandido sua trouxa? bandido bom e bandido na cova

      Excluir
  2. Poderia citar outros nomes de bandidos que estão aterrorizando o bairro Limeira?

    Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

    I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;

    II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;

    III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;

    IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

    ResponderExcluir
  3. Agora deu mesmo so porque morreu e santinho agora por que eles nao procuraram estudar ou trabalhar foram pro mundo do crime por que quiseram ai vem um achando ruim po certo e da mesma laia

    ResponderExcluir
  4. Era pessoa boa so tinha os problemas
    O quem tinha com o mesmo qual o ser humano que hoje não tem suas diferenças??

    ResponderExcluir
  5. Quem defende bandido da qualidade deste Andre de Zila é porque é do mesmo tipo, ou acoberta um familiar que é igual a ele. Bandido bom, é bandido morto, pois com certeza não roubará nem matará mais ninguem.

    ResponderExcluir
  6. Parabems ao autor da noticia, pois alem de informa mostra a qualidade do bandido ja que mostra as noticia antes do que ele ja tinha feito para as pessoas verem o tipo como a de cima, que fica defendendo bandido, com desculpa de mãe e familia de bandido. Quem deveria pensar na mãe e na familia era ele o bandido, que vive com eles, mas não pensa. Quem defende bandido é por que ainda não foi vitima deles ou apoia parentes desse tipo ou ganha as custa deles.

    ResponderExcluir
  7. #BandidoBom É #BandidoMorto va rouba matar e fazer o mau no inferno agora !!!

    ResponderExcluir
  8. #ridículos e patéticos

    ResponderExcluir
  9. Ridículo e patético e o cego social, que continua voluntariamente a se refrear de ver que essas pessoas que enveredam pelo crime sempre tem uma segunda opção, caso queiram. O problema é que eles sentem-se bem em cometer essas atrocidades contra os que realmente se esforçam em honestamente sobreviver. Sim, é preciso esforço para viver honestamente em um país que os bandidos estão em todos os níveis e onde não falta quem os defenda. Interessante é que não vejo tais defensores empregando esses meliantes "de bem" em seus negócios ou então acolhendo-os no seio de suas próprias famílias.

    ResponderExcluir
  10. Todos estão o condenando pelo seus Eros mais quero ressaltar que todos presisao de uma segunda chance.Eu acredito na recuperação do ser humano.como falarão a sima e verdade q tem muitos elementos no limeira bem mais perigoso que André .Vale ressaltar que tem muitos nao tem oportunidade muitas dais vezis o cara quer sair da criminalidade mais noa tem quem lhe estenda amao.Eu conheço um rapas que era muito conhecido por seus delitos no passado e hoje ele é um pai de família trabalhador.isso so aconteceu porque tevê uma segunda chance se sabe lá Deus oque teria acontecido com ele.talvez se André tive tido outra chance se que não teria sido diferente?pensem e reflitam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quantas vezes ele foi preso mesmo? Quantas vezes ele procurou um emprego? Quantas vezes ele tentou deixar de usar drogas? Quantas vezes ele tentou procurar a Deus? Quantas vezes invés de procurar vingança ele procurou a polícia repassando informações de quem matou o irmão dele?

      É fácil falar agora..... Porque tu não estendeu a mão a ele e mostrou o caminho certo. Por que não o salvou?

      Jogar a responsabilidade para os outros é fácil, porque não fizeste o teu, de ajudar.

      Excluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.