sábado, 23 de janeiro de 2016

Chuvas de janeiro não evitam queda em volume de Boqueirão na Paraíba

Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, está com baixo volume e preocupa  especialistas (Foto: Reprodução / TV Paraíba)
Com as chuvas registradas neste mês de janeiro na região do Cariri paraibano, os moradores das 19  cidades que são abastecidas pelo açude Epitácio Pessoa (Boqueirão) ficaram esperançosos. Entretanto, dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) mostram que o manancial continua perdendo nível de água e nos 22 primeiros dias deste ano, a queda no volume foi de 0,5%, mesmo com as chuvas. O açude está com pouco mais de 12% da capacidade e as cidades abastecidas enfrentam um racionamento desde dezembro de 2014.
O açude de Boqueirão começou este ano com 12,52% da capacidade e até o dia 18 de janeiro o nível da água foi baixando gradativamente para os 12,13%. Com as chuvas dos dias 19 e 20 de janeiro o nível subiu para 12,17%, mas amanheceu a sexta-feira (22) com 12,08% da capacidade, conforme os relatórios divulgados pela Aesa. A capacidade total de Boqueirão é de 411.686 milhões de metros cúbicos de água.
Entretanto, o gerente executivo de monitoramento e hidrometria da agência, Alexandre Magno, destaca que estas últimas chuvas são consideradas importantes, pois devem facilitar a passagem de água nos rios com as chuvas previstas para os próximos meses.
“É importante deixar claro que janeiro não é o período comum de chuvas da Paraíba, que acontece de fevereiro até abril. Essas são chuvas de pré-estação provocadas por vórtices ciclônicos. Mesmo assim há o que se comemorar pois com estas chuvas estão ajudando na saturação do solo e devem abrir o caminho das águas quando chegarem as chuvas da estação”, disse ele. Ainda de acordo com Alexandre Magno, as chuvas devem chegar com maior força a região do Cariri paraibano entre os meses de março e abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.