terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Dupla tenta assaltar policial na Paraíba e acabam alvejados a bala.

O cabo Wellington Silva, policial da CPTran em Campina Grande, reagiu a uma tentativa de assalto por volta das 12h50 desta segunda-feira (16/02), próximo ao IFPB, no Dinamérica, e baleou dois acusados, durante troca de tiros.

O albergado e mototaxista clandestino Rafael Antônio Nogueira de Queiróz foi ferido com um tiro na perna; e um infrator, de 16 anos, acabou atingido com um tiro na cabeça e um no peito.
O policial não foi ferido.

A arma usada pelos acusados, que moram no Bairro Monte Santo, foi roubada de um vigilante de um posto de gasolina no dia 05 de janeiro.

A moto Pop em poder da dupla estava com a placa adulterada com fita adesiva.
Além disso, recentemente o adolescente havia sido apreendido pelo próprio policial e uma guarnição.

Assim que foram feridos, o PM se encarregou de chamar o SAMU e guarnições de apoio.
No local onde ocorreu a captura o policial foi bastante festejado e evitou que os acusados fossem linchados.

O cabo, em contato com o www.renatodiniz.com disse que eles tinham acabado de realizar um assalto a um aluno. Eu vinha da casa de uma um familiar em direção a minha residência quando dei de cara com eles na moto. Só que até então eu não sabia de nada. O garupa já vinha me enquadrando e o piloto botando a moto para bater de frente com a minha. Eu não tive outra opção a não ser reagir, pois temi pela minha própria vida. O piloto foi baleado na perna e o garupa foi atingido na lateral da cabeça. Eu estou bem, graças a DEUS”.

O adolescente, que já tem uma larga folha de serviço prestada ao mundo do crime, encontra-se internado no Hospital de Trauma.

3 comentários:

  1. Parabéns a esse policial. Pena q nao matou os dois.

    ResponderExcluir
  2. O ruim é que esses bandidos ficam ocupando um leito que deveria ser para um cidadão de bem. Parabéns ao cabo Wellington pela destemida reação.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns ao policial que agiu na hora certa. Não sei quem é que ainda falta enxergar que essa história de benefício de albergue é uma colaboração direta com o crime, pois a grande maioria, se não todos que recebem esse benefício de albergue, continuam trabalhando no crime.

    ResponderExcluir

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.