sábado, 28 de maio de 2016

PC e PM prende acusado de arrastão na cidade de Arara/PB e apreende adolescente que participou.



Atualização 29/05: Confirmado a morte de Ferdemar, vulgo Mazinho.
um dos envolvidos no arrastão em ARARA veio a óbito apos não resistir os ferimentos. Desde sexta-feira estava em coma no hospital do Trauma em Campina Grande.


Na noite do feriado, do dia 26 de maio, uma dupla armada de espingarda calibre .12 e um revolver, fizeram um arrastão na cidade de Arara a bordo de uma moto de cor azul sem placa, onde assaltaram transeuntes, e estabelecimentos comerciais que estavam abertos por volta das 23:00hs, como pizzaria e um quiosque, levando das vítimas celulares, relógios, e uma quantia em dinheiro, após o assalto os bandidos tomaram destino em direção a cidade de Remígio, vindo a polícia realizar rondas mas não obter êxito nas buscas.
Durante a madrugada o SAMU foi acionado para socorrer um popular que estava acidentado na PB-105 que dá acesso a Remígio levando o mesmo para o Hospital do Trauma de Campina Grande, se tratando do adolescente L.M, após ser atendido no Hospital saiu do estabelecimento ainda pela manhã.
Por volta das 7:00hs da sexta-feira, 27, a SAMU foi acionada novamente para socorrer um homem que estava caído dentro do mato, próximo ao local onde o da madrugada foi atendido, sendo que este o SAMU solicitou apoio policial devido ter junto com ele munições de espingarda calibre .12, vários celulares e relógios. Diante das provas e de vítimas dos roubos terem tomado conhecimento se dirigiram ao hospital local e reconheceram este acidentado como um dos responsáveis pelos roubos na noite anterior, diante dos fatos o mesmo recebeu voz de prisão sendo levado para socorro no hospital do Trauma de Campina Grande, onde se encontra em coma e sob custódia da polícia Militar, ao tomar conhecimento de que havia sido socorrido outro durante a madrugada a polícia se deslocou até a Campina Grande, mas L.M já havia sido liberado como uma vítima comum de acidente, diante disso a polícia entrou em diligência e veio apreender L.M neste sábado.
Ambos os acusados são moradores da cidade de Alagoa Nova, o que se encontra em coma, a polícia realizou uma busca nos dados de sua vida e veio a descobrir que além de ter cumprido medida sócio-educativa no Lar do Garoto, Mazinho é primo do bandido que aterrorizou o brejo Paraibano, o falecido Tano-bacurí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.