domingo, 18 de dezembro de 2016

Polícia prende acusado de assalto em Remígio e na troca de tiros neutraliza outros dois. Um deles era considerado o chefe de uma organização criminosa na cidade.

Dois assaltantes, que já estavam sendo procurados pela polícia da região do Agreste do estado, acabaram se dando mal e morreram no confronto direto com policiais militares do 10º BPM na cidade de Remígio na tarde deste sábado (17).De acordo com as informações confirmadas pela polícia, os acusados haviam promovido vários assaltos na região e sabiam que estavam sendo procurados.Por volta das 16h, um grupo de PMs, em uma viatura descaracterizada, localizou parte do bando na comunidade Vila da Cadeia, periferia de Remígio, e acabaram sendo recebida à bala. 
Quando eles perceberam que eram os policiais, abriram fogo contra a guarnição, que reagiu em legítima defesa. O bando é bem organizado e conhecido das autoridades. A Polícia Civil
inclusive, já estava investigando a ação da quadrilha em vários crimes na
região” comento o Major Pablo, comandante do 10ºBPM. Ainda segundo a autoridade, o último delito do bando foi um assalto praticado contra um posto de combustíveis que funciona no Centro da cidade de Remígio.
Os dois assaltantes que acabaram morrendo foram identificados. Trata-se de dois ex-presidiários, ambos moradores de Remígio:
Severino do Ramo Araújo dos Santos, de 37 anos e Edvaldo Quirino da Silva, de 34. Com a dupla que acabou morrendo a polícia aprendeu as armas usadas na investida e várias munições.Um terceiro criminoso também foi preso em flagrante: Jailton Lopes da Silva, de 19 anos, estava tentando escapar com o veículo, um Celta de cor preta, que também foi apreendido.Ainda segundo o comando do 10ºBPM, o bando envolvido na ocorrência é de alta periculosidade. Esta quadrilha vinha agindo há vários dias na região. Eles só morreram porque abriram fogo contra a viatura da PM.
Acreditamos que ainda iremos identificar e prender os demais membros da quadrilha. Completou Major Pablo.Informações preliminares dão conta que um dos assaltantes
trabalhava como moto-taxista na cidade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.