terça-feira, 29 de agosto de 2017

GTE de Solânea/PB apreende adolescente acusado de matar padre na cidade de Borborema. Acusado é de Arara/PB

Um adolescente de 15 anos foi detido na tarde desta terça-feira (29) como sendo o autor do assassinato do padre Pedro Gomes Bezerra, de 49 anos, morto com 29 facadas dentro da casa paroquial, na cidade de Borborema, no Brejo do Estado, no dia 24 de agosto. Ele confessou a autoria do homicídio e disse que matou porque o padre o forçou a ter relação sexual.

“A apreensão do menor foi em cumprimento a decisão judicial de internação provisória. Ele foi detido em Arara e confessou que matou o padre, conforme apontaram nossas investigações.  O adolescente disse que o padre o convidou para ir até a casa dele, onde ofereceu bebidas e depois tentou uma relação sexual, quando o menor disse que não aceitou e terminou matando o sacerdote”, falou.
Além do adolescente, a Polícia Civil procura por Lucas Sales Gerônimo, 18 anos, que participou do assassinato do sacerdote. “Lucas já tem mandado de prisão preventiva e agora é considerado foragido da justiça. Os dois participaram efetivamente do crime”, explicou o delegado.
Da Redação 
Com Pedro Júnior

http://expressopb.com/2017/08/menor-e-apreendido-acusado-de-assassinar-o-padre-de-borborema-e-um-segundo-acusado-esta-foragido/

******************   Entenda o caso:  ****************

Polícia diz que 'pessoa próxima' teria matado padre com 29 facadas, na Paraíba

http://portalcorreio.com.br/noticias/policia/crime/2017/08/24/NWS,301547,8,153,NOTICIAS,2190-POLICIA-DIZ-PESSOA-PROXIMA-MATADO-PADRE-FACADAS-PARAIBA.aspx
O delegado seccional de Solânea, Diógenes Fernandes, confirmou que a polícia investiga como homicídio, possivelmente praticado por uma pessoa próxima, contra o padre do município de Borborema, a 90 quilômetros de João Pessoa. Pedro Gomes Bezerra, de 49 anos, foi encontrado morto e enrolado em lençóis na casa paroquial da igreja de Borborema, na manhã desta quinta-feira (24).

Leia também: Padre é achado morto na PB e polícia encontra faca, bebidas e petiscos no local

De acordo com o delegado, o padre foi assassinado com cerca de 29 facadas e a pessoa que cometeu o crime seria de convívio próximo ao padre, já que o assassinato ocorreu após as 22h dessa quarta-feira (23). Após o crime, o suspeito fugiu no carro da paróquia.

Leia mais Notícias no Portal Correio

“O que podemos dizer é que ele foi assassinado com golpes de faca. A pessoa ou as pessoas que cometeram entraram na casa com a permissão da vítima e tudo leva a crer que [o crime ocorreu] durante uma conversa talvez até amigável até então. Houve luta corporal intensa. O corpo do padre estava bastante machucado e com 29 ferimentos. Trabalhamos com a hipótese de homicídio”, afirmou o delegado.


Ainda segundo o delegado, o carro usado na fuga foi localizado por volta das 16h45 e estava abandonado em um sítio da Zona Rural de Solânea. No início da noite desta quinta, a polícia vai começar a ouvir moradores do município para tentar entender o motivo do crime e identificar possíveis suspeitos.

Padre é encontrado morto e enrolado em lençol dentro de casa em Borborema, PB

http://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/padre-e-encontrado-morto-dentro-de-casa-em-borborema-no-brejo-da-pb.ghtml
Um padre foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (24) dentro de casa na cidade de Borborema, no Brejo da Paraíba. A vítima foi identificada como Pedro Gomes Bezerra, de 49 anos. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, a casa do sacerdote foi encontrada revirada e o carro dele não estava na garagem, mas não havia sinais de arrombamento.
Ainda conforme a PM, o corpo do padre Pedro Gomes foi encontrado enrolado num lençol e havia muito sangue no local. Uma equipe da Polícia Civil de Solânea, que é responsável pela cobertura da cidade de Borborema, seguia para o município às 11h40 para realizar a perícia no local.
A assessoria de comunicação da Diocese de Guarabira, responsável pela região de Borborema, confirmou que o padre Pedro Gomes estava na paróquia de Borborema há quase 2 anos. Ele foi ordenado sacerdote em 1993 e antes de chegar à cidade, servia na Paróquia Nossa Senhora da Piedade no município de Arara, também no Brejo paraibano. Ele completaria 50 anos no fim de agosto.
Uma missa está programada para acontecer na igreja e o velório começa em seguida. O enterro está previsto para acontecer em Guarabira na sexta-feira.


Perícia sugere participação de mais de uma pessoa em morte de padre na PB, diz delegado


O assassinato do padre Pedro Gomes Bezerra, de 49 anos, foi cometido por mais de uma pessoa, conforme sugere a perícia. O delegado Diógenes Fernandes explicou que o laudo da perícia ainda não foi divulgado, mas que a análise preliminar da quantidade e do tipo de lesões no corpo da vítima indicam que não foi apenas uma pessoa que cometeu o crime.
“Já chegamos a conectar pessoas à cena do crime. Mas ainda estamos ouvindo mais pessoas e procurando mais indícios. Precisamos também saber os motivos. Foi uma motivação bem oculta, porque foi entre quatro paredes”, explicou o delegado.
A Polícia Civil já descartou que a morte do padre, com pelo menos 29 facadas, tenha sido um latrocínio. O crime aconteceu na noite da quarta-feira (23), em Borborema, Brejo paraibano, mas o corpo só foi encontrado na manhã desta quinta, pela secretária da casa paroquial. O padre estava caído na sala de jantar, muito machucado e sem roupas. De acordo com a investigação, o agressor era uma pessoa conhecida da vítima.
“Pela cena do crime, verifica-se a luta corporal. O autor foi recepcionado, entrou voluntariamente, foi recebido, havia comida, e eles passaram cerca de uma hora entre conversas amigáveis”, explicou o delegado. “Não há dúvidas de que era uma pessoa conhecida. Ele [o padre] não só recebeu [o agressor], mas recepcionou”, disse.
Ainda de acordo com o delegado Diógenes, o dinheiro da paróquia não foi levado e nem outros objetos de valor. Apenas o carro foi roubado, para a fuga do agressor, mas foi encontrado abandonado na zona rual do município de Solânea, a cerca de 15km da cidade onde aconteceu o assassinato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.