quinta-feira, 29 de março de 2012

ClickPicui: FREI MARTINHO recebe viatura policial.

A comunidade Frei Martinhense, há alguns dias solicitou do governo do estado, através das audiências públicas do Orçamento Democrático (OD), uma viatura policial para a cidade.

Sensível a reivindicação popular a Secretaria de Segurança Pública fez a entrega do veiculo que vai servir a comunidade. O Sargento Alcélio e o Cabo Cordeiro estiveram no 9º BPM de Cuité para recebe o veículo onde agradeceram ao Major Galvão.

fonte: Radialista Francisco Araújo

5 comentários:

Anônimo disse...

Por favor, atualize mais o blog.Tem uns acontecimentos, tipo um assalto perto da fazenda do ex-prefeito Adilson de Baraúna, que deixaram o homem nu.

Valdivia Maciel disse...

Lendo todas essas notícias e ações da Polícia de Picuí é possível ter confiança no trabalho destes homens que encolheram essa carreira tão digna, que é a segurança do cidadão.
Por outro lado ressalto minha indignação quanto a polícia de Cubati, que há quase exatamente um mês meu pai foi vítima de tentativa de homicídio (caracterizado pelo laudo pericial), já depôs, e até quarta-feira (28/03/2012) fomos informados que AINDA NÃO HAVIA EXPEDIDO UM MANDADO DE PRISÃO para o acusado Israel Barbosa que caminha livremente pela região. Meu pai? Encontra-se depressivo, pois não pode voltar mais as suas atividades normais por uma série de fatores e principalmente sabendo que o acusado está ali em frente a entrada de seu sítio, talvez pronto para terminar o que começou......Foram várias as buscas incessantes por justiça, ainda bem que existem pessoas que ocupam um cargo na justiça e é exemplar seu trabalho como é o caso do promotor de Soledade, esse sim está de PARABÉNS. No momento estou aguardando uma posição da Promotoria de Justiça de João Pessoa onde também busquei ajuda, e se a necessidade obrigar irei até as últimas instâncias.
Será que Israel Barbosa teme a justiça? ou será que acredita na impunidade por ter cometido vários delitos e continua em liberdade.
O que mais caracterizou a falta de respeito com o cidadão foi quando um dia após o ocorrido com meu pai nossa família foi até a delegacia de Cubati e sabe o que ouviu de um que ali lhe atendera? "vou lhe passar esse telefone, você procure ele(no caso Israel) e quando você encontrar o acusado venha até aqui me falar que vamos prendê-lo. Como é possível ouvir isso? será que é necessário acontecer crimes bárbaro para que haja uma mobilização dos poderes públicos? E quando as pessoas vitimadas não sabem a quem recorrer? Fica no deixa pra lá? Esperando a justiça de DEUS? Infelizmente no nosso País embora democrático porém com milhões de leigos o que mais voga é a lei do silêncio.

Portal SR- www.setimaregional.com.br disse...

Só posso colocar matérias policias que a Delegacia toma conhecimento por meio de boletins de ocorrências, Se a vítima não vai a delegacia se torna apenas boato. Lamento.

Portal SR- www.setimaregional.com.br disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Portal SR- www.setimaregional.com.br disse...

Com relação ao caso de Cubati. 1º Delegado solicita Mandado de Prisão A JUSTIÇA. O DELEGADO NÃO TEM O PODER DE EXPEDIR, SÓ O JUIZ PODE. ENTÃO A POLÍCIA FICA PRESA AO MAGISTRATURA(JUÍZES). ALGUMAS VEZES NENHUM JUIZ EXPEDE. Você fez bem em falar com o Promotor, ele é o único que pode lhe ajudar a esse mandado sair. Não esqueça que a família de Israel tem contatos políticos que podem fazer o mandado não sair ou então de soledade mesmo ele ficar sabendo que existe mandado e fugir para bem longe. A delegacia de Cubati só tem um agente, um delegado e uma escrivã. Se não foi nenhum desses três que lhe deu o numero do telefone e mandou você procurar israel sozinho. Então não use o nome da delegacia. Pois os demais são militares e não trabalham na delegacia. Ao lado da delegacia fica o alojamento militar, no mesmo prédio. Neste blog você vê as ações que realizamos mais as nossas frustrações com o magistério você não ver. Ou seja, também tem foragidos aqui graças a falta de mandados de prisão. OK

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.