quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Caseiro de ex-Senador mata um dos três bandidos que invadiram a sua residência em Serraria/PB


 
 Por volta das 20:00 h. deste sábado, 12, três homens  armados de revólveres, tentaram assaltar à residência de seu Assis, no sítio Tapuio, município de Serraria, no Brejo paraibano. De acordo com as informações de Felipe Santos, genro do dono da casa, seu Assis, estava com sua família assistindo Televisão, quando os meliantes chegaram e se identificando por uma outra pessoa e pediram para que ele apagasse as lâmpadas de fora da moradia, e que deixasse as luzes do interior do imóvel acesas. Eles afirmavam que era um assalto, e que só queriam dinheiro e pediram para que abrisse  a porta da residência, e ainda ameaçavam tocar fogo no carro da família que estava ao lado da moradia.

Os marginais ao verem que o dono da casa não abria a porta de sua residência, eles começaram a dar tiros e chutes na porta. Após conseguir arrombar a porta da frente o assaltante identifica por Dado, de 18 anos de idade, residente na cidade de Borborema, foi morto com um tiro de espingarda, calibre 16. pelo proprietário da residência, conhecido por Assis do Tapuio, que reagiu em legítima defesa.

Após trocar tiros com o dono da casa, os outros dois bandidos fugiram em uma moto com destino ignorado. A polícia compareceu ao local e fez diligências para prender os assaltantes, mas não obteve êxito.

Várias marcas de tiros ficaram na janela e nas paredes dentro da residência.

A residência que os bandidos tentaram assaltar fica na Fazenda Tapuio, que pertence ao ex-senador Raimundo Lira. O proprietário da casa, conhecido por seu Assis é o administrador da fazenda.

O corpo do assaltante foi encaminhado para o GEMOL (Gerência de Medicina Legal e Odontológia) da cidade de Guarabira, para exames de necropsia.

O cabo da polícia militar Filgueira, juntamente com os soldados Augusto, Celetiano e Joelma estiveram no local do crime, para fazer os levantamentos de praxe.

Balbino Silva
MÍDIA PARAÍBA

Nestes casos é aberto procedimento para investigar, mas o responsável pelo tiro responde em liberdade por legítima defesa sua e de sua família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.