domingo, 15 de junho de 2014

Mais um jovem é executado em Remígio/PB. Acusados tentaram arrancar a cabeça

Foi encontrado na manhã deste domingo, 15 de junho de 2014, o corpo do jovem Jandigleydson Bezerra de Luna, 20 anos, conhecido por Binho, o qual já havia executado Luiz Gomes da Silva, mais conhecido por Luiz Lourenço em fevereiro de 2012 em Remígio. Após esta morte Binho foi internado em abrigo Provisório e após a maioridade se entregou ao mundo do crime vindo a ser preso em flagrante delito por outros crimes de furto e roubo
O corpo de Binho foi encontrado na Zona Rural de Remígio, mais precisamente no Lajedo de Teteu, com sinais de que teriam tentado arrancar a cabeça do corpo.
Ainda não se tem informações se os acusados são os mesmos que esquartejaram Índio Bebo, ou se trata de alguém que queria simular a forma da morte.
O Núcleo de Homicídios, IPC, IML e PM encontram-se no local realizando os levantamentos no local do crime.
Quem tiver informação pode ajudar pelo 197, ou por comentários aqui. www.setimaregional.com.br

Acusados foram presos. Confira

Com este Remígio sobe para 5 homicídios em 2014 batendo todos os recordes, o problema é que a polícia está com as mãos atadas para prender os acusados, já que depende de mandados de prisão expedidos pela justiça. Se agissem tão rápido quanto a polícia pelo menos de 1 até 2 mortes poderiam ter sido evitadas. Vamos esperar para ver quantas pessoas terão que morrer até os mandados serem expedidos.
Mais detalhes em instantes.
Abaixo foto do homem esfaqueado por Binho em Fevereiro de 2012
mortoDepois do crime, o adolescente tentou escapar, mas acabou sendo apreendido pelas autoridades policiais em flagrante.
Em conversa com os agentes o menor teria afirmado que o assassinato teria sido uma espécie de vingança, porque há cerca de três meses, Luiz Gomes agrediu a mãe do menor.
O adolescente foi encaminhado a delegacia e deverá ser transferido para o Lar do Garoto, em Lagoa Seca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.