segunda-feira, 7 de julho de 2014

Morte no Parque do Povo/CG: Bandido tenta assaltar policial e acaba morto com 9 tiros.


O Maior São João do Mundo terminou com violência em Campina Grande. Na madrugada desta segunda-feira (07), um jovem de 18 anos foi assassinado a tiros na saída do Parque do Povo.

O crime ocorreu na rua Treze de Maio em frente ao hospital da Clispsi. Segundo primeiras informações colhidas pela polícia civil, o jovem tentou abordar um policial militar que saia da casa de sua noiva na rua Treze de Maio, por volta das 04h40 desta segunda-feira. Diante da tentativa de assalto, o PM reagiu e começou a troca de tiros na rua que dá saída ao Parque do Povo. No tiroteio o jovem foi alvejado por 9 tiros e morreu na hora. Várias viaturas se deslocaram para o local. Segundo a polícia, em poder da vítima foi encontrado um revolver e um canivete. Em Campina Grande já são 78 assassinatos somente este ano. O corpo da vítima foi levado agora a pouco para Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Campina Grande e até o momento não teve o nome revelado. A polícia também não revelou o nome do PM acusado de efetuar os disparos.

A última noite no Parque do Povo também foi marcada por várias tentativas de assaltos e agressões. Segundo dados do Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, no total, 11 pessoas deram entrada na casa hospitalar durante a madrugada, vítimas de facadas.

PBAgora
Mais detalhes no decorrer do dia

Houve troca de tiros e o suspeito acabou sendo morto com dois tiros na cabeça.
A perícia ainda esteve no local do crime e o corpo já foi levado para a unidade de medicina legal.
Essa foi a segunda vez que uma pessoa morreu na festa depois de outra pessoa já ter sido esfaqueada e morta no mesmo local durante o evento.
Além desse crime, durante a madrugada, onze pessoas deram entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande vítimas de agressão, espancamento e facadas. Todas elas estavam no Parque do Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar sua denúncia especifique a sua cidade e Estado e conte detalhes do crime, caso contrário não podemos ajudar.

As denúncias não são publicadas, só os comentários sem denúncias.