terça-feira, 30 de agosto de 2016

Bandidos aterrorizam Queimadas com fuzil .50 e polícia finalmente decide revidar ao ataque

Um homem morreu(Romilson Nunes Peixoto, de 36 anos) e um idoso de 71 anos ficou ferido durante um ataque a uma agência bancária na cidade de Queimadas, no Agreste paraibano, na noite da segunda-feira (29). Conforme as primeiras informações da Polícia Militar, o homem morto é suspeito de participação no assalto ao banco. Já o idoso é morador da cidade e foi baleado durante o tiroteio da polícia com os suspeitos. Um fuzil ponto 50 foi apreendido.
De acordo com o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), os moradores acionaram a PM pouco antes da meia-noite. Os criminosos fizeram um cerco nas ruas das imediações do banco. Duas explosões foram ouvidas. Mais de 10 viaturas da polícia foram deslocadas para a agência bancária e houve tiroteio.
Ainda segundo informações da polícia, um dos assaltantes, que estava de colete à prova de balas, foi morto e o corpo foi abandonado pelos outros suspeitos. O idoso, que passava próximo ao local, foi atingido por um tiro no rosto e teve que ser levado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde até as 6h desta terça-feira (30) passava por cirurgia. Carros da polícia foram atingidos, mas nenhum policial ficou ferido.
O corpo do suspeito foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande e foi identificado. A Polícia Militar informou que após o tiroteio os criminosos fugiram por diversas estradas espalhando grampos e ninguém foi preso. Pelo menos 10 carros que passavam pelo local tiveram pneus furados.
Conforme a Polícia Militar, os caixas eletrônicos foram explodidos e um cofre foi levado, mas não há informações de quanto em dinheiro foi levado. Um fuzil ponto 50, arma de grosso calibre de uso exclusivo das Forças Armadas, e três revólveres foram encontrados e apreendidos pela polícia.

Mas quem é Romilson Nunes Peixoto?

Apontado como envolvido em uma série de delitos no Nordeste e procurado por força de mandados de prisões das justiças do Piauí e Maranhãso, Romilson Nunes Peixoto, o "Vaqueiro", que usa o nome falso de Reginaldo Nunes de Lima, prestou depoimento ontem na Secretaria de Segurança. Ele negou ter participado de assaltos, pistolagem e latrocínios em Água Branca, mas revelou detalhes sobre o tráfico de drogas, derrame de dinheiro e outros crimes naquela região. Romilson Nunes foi preso esta semana em Queimada Nova do Piauí, na região sul do Estado e recambiado para Teresina, onde foi ouvido ontem pelo delegado Francisco das Chagas dos Santos Costa, o "Bareta". ASSALTOS, LATROCÍNIO E PISTOLAGEM - Romilson Nunes negou envolvimento no latrocínio que vítimou o caminhoneiro Antonio Francisco, no assalto à agência do Banco do Nordeste e no assassinato do comerciante Renato Pereira Lima, mas contou detalhes de todos eles, fazendo acusações contra o sargento Geailson Lima Martins, na época delegado de Água Branca, atualmente preso por determinação da juiza daquela comarca. Logo após o depoimento, por medida de segurança, ele foi levado para a Casa de Custódia, no bairro Km-7, na zona sul de Teresina, onde ficará aguardando a realização de outros procedimentos policiais e da justiça. DROGA - Ao falar sobre o tráfico de drogas na região de Água Branca, Romilson Nunes relatou para o delegado que é grande o consumo de cocaína, crack, merla e maconha, citando os nomes das pessoas envolvidas, inclusive, as responsáveis pelo tráfico e por onde o produto é transportado. DINHEIRO FALSO - O mesmo procedimento foi adotado por ele em relação aos acusados de envolvimento de um derrame de dinheiro falso em Água Branca. Ele afirmou que a falsificação é feita pelo processo de lavagem e citou os nomes das pessoas que trocam as notas e quem compra, citando o valor em notas de reais verdadeiras devem ser dadas por uma determinada quantia de cédulas falsas. O delegado Bareta afirmou que irá repassar as informações para a Polícia Federal. Fonte: Diário do Povo
Leia Mais ››

sábado, 27 de agosto de 2016

🚔🚔 POLÍCIA CIVIL DE PICUÍ REALIZA OPERAÇÃO PARA PRENDER AUTORES DE UM FEMINICÍDIO 🚔🚔

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da 13 Delegacia Seccional, com sede em Picuí, realizou operação policial na cidade de Jaçanã/ RN no dia 23 do mês em curso, culminando com a prisão de Carlos Daniel Souto.

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram deferidos após as diligências investigativas da Delegacia de Picuí em relação ao homicídio ocorrido no dia 23 de março deste ano, na cidade de Picuí, tendo como vítima Maria Keliane Santos Flor.

As investigações apontam que Carlos Daniel foi um dos executores do feminicídio, tendo a própria vítima o reconhecido e clamado que não a matasse, por ter uma filha.

De posse dos mandados, policiais civis das Delegacias de Picuí, Cuité e Barra de Santa Rosa se dirigiram à cidade de Jaçanã/ RN e efetivaram a prisão de Carlos Daniel. Em sua residência, apreenderam ainda uma pistola 380, um revólver 38, uma pequena quantidade de droga, aproximadamente dois mil reais em cédulas de diversos valores e uma infinidade de comprovantes em nome de várias pessoas, característicos da atividade de tráfico de drogas. 

Contra o Carlos Daniel, conhecido por Cabeção, foi lavrado Auto de Prisão em Flagrante na Delegacia de Santa Cruz/ RN, com base no material apreendido pelos policiais civis da Paraíba.

Leia Mais ››

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Polícia Civil prende mais um envolvido no crime de sequestro com execução em Remígio/PB

A 12 AISP, por meio do GTE/Núcleo de Homicídios de Esperança, em seu continuo trabalho de combate ao CVP e CVLI no âmbito de sua circunscrição prendeu e autuou em flagrante delito o nacional HUMBERTO ALVES DA SILVA vulgo BETO pelo crime de Adulteração de Sinal Identificador de Veiculo Automotor.

Tal indivíduo estava sendo investigado há alguns dias pela participação em um roubo ocorrido em que foi vítima Francisco Roberto de Sousa, no Sítio Lagoa do Mato, Zona Rural de Remigio, crime este que motivou o sequestro e morte do indivíduo JORGE TADEU DA SILVA, um dos autores do roubo, ocorrido no dia 18/07/16.

Que HUMBERTO ALVES DA SILVA vulgo BETO confirmou, confessando a participação no ilícito e ainda indicando os demais indivíduos que teriam participado do crime na cidade de Remigio, informando ainda que o veículo utilizado era de sua propriedade mas seria roubado e ostentando uma placa falsa.

Que após o primeiro evento o autuado e demais comparsas ainda foram novamente a casa da vítima, Francisco Barbosa de Sousa, e efetuaram disparos na porta da residência como forma de intimidar a vítima a não denunciar a polícia, tendo o filho da vítima, em companhia de outros indivíduos, sequestrado, torturado, matado e ocultado o cadáver de um dos autores do roubo

Que desde o cometimento do primeiro crime o GTE/Núcleo de Esperança da 12 DSPC iniciou as diligências tendo identificado todos os criminosos envolvidos nos dois eventos.
www.setimaregional.com.br

Leia Mais ››

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Polícia Civil elucida Sequestro ocorrido em Areia e que terminou em Homicídio em Remígio. Ainda pode haver mais fatos por trás dessa morte.


No último Sábado,13 de agosto, 4 homens foram na casa de um senhor que mora no sítio Lagoa do Mato, de Remígio e espancou o senhor, a esposa e o filho Lucas, levando uma moto, quando nesse momento o velho disse:"Estou reconhecendo sua voz!", com isso os bandidos fugiram ...

Quando foi ontem, quarta-feira,17 de agosto, 4 a 5 elementos voltaram no mesmo sítio, por volta das 19h e mandaram o velho sair, para executarem o mesmo, e como ele não saiu meteram bala na frente da casa e foram embora, feito o levantamento de praxe o Agente Marcone Amâncio e a delegada de Remígio, Dra Socorro, pela manhã desta quinta-feira, 18 de agosto, tiveram informação que eles estavam em um corsa sedan preto, traseira amassada e sem calota (e que o filho dessa vez reconheceu a voz de um envolvido), mas antes mesmo da polícia agir, a vítima foi resolver com amigos.

A tarde o filho do velho (Lucas Tomás, de 18) juntou-se com uns amigos (Leonardo Fernando, 27 anos; Pedro Fernandes, de 37; Anderson Lima, de 25; Antônio Cassiano e um adolescente) e foram para cidade de Areia num carro preto, placa de aluguel e raptaram o Jorge Tadeu da Silva, que reside no sítio Bola de Neve, levando-o para um matagal do seu sítio pra frente, matando-o e enterrando-o em seguida na zona rural de Remígio, mais precisamente próximo ao açude do Jacaré.

Os acusados são todos de Remígio(Lagoa do Mato) e Esperança(Distrito de São Miguel)
A polícia prendeu os acusados quando estavam comemorando o crime. Só foi possível a elucidação porque o genitor de Jorge reconheceu um dos algozes quando foram em Areia.

Lucas assumiu em depoimento que o tiro que tirou a vida de Jorge foi efetuado por ele, já que Jorge havia ido em sua residência com amigos a fim de matar seu pai.

A equipe do Núcleo de Homicídios de Esperança continua com as investigações, pois deva existir mais fatos ocultos nesses crimes.
instagram @setimaregional / www.setimaregional.com.br

Versão Oficial da 12ªAISP

Uma ação conjunta e exitosa desencadeada na data de ontem (18/08) envolvendo policiais civis da delegacia de Remígio/GTE/Homicídios da 12ª DSPC e Polícia Militar das cidades de Areia e Remígio, culminou com a prisão de cinco indivíduos e apreensão de dois menores, todos envolvidos no seqüestro seguido de homicídio da pessoa de JORGE TADEU DA SILVA, 19 anos, que residia no sítio Bola de Neve, zona rural de Areia/PB. Conforme o apurado nos autos, no dia 13/08 a vítima JORGE, juntamente com outros quatro indivíduos, praticaram crime de roubo em uma residência no sítio Jacaré, distrito de Lagoa do Mato, zona rural de Remígio, ocasião em que além da subtração de diversos bens, as vítimas foram também agredidas fisicamente e ameaçadas, e na oportunidade desse roubo um dos moradores da residência, o menor L.T.S, de 17 anos, reconheceu a pessoa de JORGE. Revoltado com a humilhação enfrentada pela família, posteriormente o menor arquitetou o sequestro de JORGE, tendo contado com a participação do também menor J.A.D.G, de 17 anos, o qual indicou o endereço da vítima JORGE, e ainda os maiores LEONARDO FERNANDO DE ALMEIDA- “BIRA”; ANDERSON DE LIMA DINIZ- “CINHO”; ANTÔNIO CASSIANO MOURA DA ROCHA JÚNIOR- “JÚNIOR DA VILA FLORESTAL”; PEDRO FERNANDES DA SILVA- “VACA” e JOSEILTON PEREIRA DE LIMA- “KIKO”, os quais utilizando de um carro Fiat Pálio preto com placa vermelha e um adesivo branco no para brisa dianteiro, foram juntamente com o menor L.T.S até a casa da vítima JORGE e lá o forçaram a entrar no carro sob a mira de armas de fogo, conduzindo-o até um matagal de difícil acesso no sítio Jacaré, onde lá JORGE foi amarrado, torturado e morto por disparos de arma de fogo. Paralelo a isso, familiares de JORGE comunicaram o sequestro às polícias civil e militar, tendo logo se iniciado as buscas, ocasião em que policiais foram à casa das vítimas do roubo, haja vista já haver suspeitas da participação de JORGE no crime do assalto à residência que já estava em investigação, e lá foi localizado o carro utilizado no sequestro, bem como todos os envolvidos se achavam reunidos no local, tendo o menor L.T.S confessado a autoria dos crimes de sequestro seguido de homicídio e além de indicar o local onde se encontrava o corpo, também indicou onde estavam as armas utilizadas no crime, quais sejam dois revólveres calibre .38 e uma espingarda. Foi lavrado procedimento especial em desfavor dos menores e os mesmos apresentados ao Ministério Público, bem como os maiores foram autuados em flagrante delito e encaminhados à cadeia pública da cidade de Remígio.
As diligências continuam no sentido de identificar, localizar e prender também os indivíduos que teriam cometido o primeiro crime, aquele que deu vazão ao homicídio cometido e acima narrado.
Leia Mais ››

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

POLICIA MILITAR PRENDE EM FLAGRANTE ACUSADO DE HOMICÍDIO EM SOLÂNEA

Por voltas das 05h de hoje, a guarnição de Radiopatrulha da 7ª CIPM comandada pelo Cabo Azevedo prendeu em flagrante Jocélio Pereira de Lima. Ele é acusado de ter matado Evaldo Ferreira do Santos, vulgo "Bandinha", com um golpe de faca no pescoço minutos antes da prisão. O fato ocorreu próximo a casa da vítima, onde segundo populares, ele teria se desentendido com o acusado.

Após a comunicação do fato, a equipe policial agiu rápido e prendeu o suspeito em casa, na rua Rita Gracino, centro de Solânea. Na ocasião ainda foi apreendida a arma utilizada no crime, uma faca peixeira.
O acusado foi levado a Delegacia de Solânea e deverá ser encaminhado ao presídio local.


www.setimaregional.com.br

Leia Mais ››